Publicado 30/01/2015 22:22:36

Filmes da semana 30/01 até 05/02

Estreia em Nova Friburgo A Mulher de Preto 2: O Anjo da Morte. Mais um filme de terror com todos os clichês possíveis: a casa mal assombrada, a criança traumatizada, a boa moça com problemas ocultos e o fantasma que adora dar sustos. Diferente do primeiro filme que estrelava Daniel Radcliffe, o apelo, dessa vez está mesmo só na narrativa tradicional dos filmes atuais de terror. Com um roteiro previsível e um elenco inexpressivo, vai certamente decepcionar os apreciadores do gênero. Acertos, porém, podem ser assinalados. A direção é caprichada e proporciona boas cenas e representações de época. A fotografia é competente, o figurino cuidadoso e, em alguns instantes, consegue ter bons momentos de terror psicológico. Resumindo, um filme de terror bem executado mas muito óbvio. O problema mesmo é que não assusta e os sustos desnecessário mais irritam do que acrescentam à narrativa. Vale o ingresso somente para os fãs do gênero, mas sem esperar muito. Como o assunto principal está na morte de crianças, a indicação etária é para 14 anos, mas de fato, não tem nada de mais.

A boa notícia desta semana é a estréia do documentário Cássia Eller. Preciso confessar que sou fã e gosto muito de documentários. Se você for fã, precisa ver. Se gostar de documentários deve ver. Caso não, procure achar um tempo e vá ver. Raramente vemos documentários que vão muito além do fato é conseguem buscar a essência, o desconhecido, a beleza da história de uma pessoa sem apelos, de forma honesta e competente. O documentário é isso e muito mais. Cenas de bastidores, as angústias, as alegrias e os ensinamentos que ultrapassaram sua própria vida. Os friburguenses vão reconhecer lugares como São Pedro da Serra onde Cássia fazia shows quase anonimamente com o trio Come Água pelo amor ao palco e o contato com o público. É emocionante, engraçado, revelador e inquietante. Infelizmente, acredito que poucas pessoas vão realmente ver. Provavelmente  vai ter uma vida longa em DVD e nas TVs, mas o importante é a merecida homenagem e na altura da estrela de Cássia Eller, uma artista que desfilava por muitos estilos musicais com uma competência imprecionante e uma verdade poucas vezes vista na música brasileira. Como foi dito "ninguém nasce Cássia Eller impunemente". Vale muito o ingresso e vai certamente ser um DVD obrigatório na minha coleção.

 

Sugestão: 

Para quem não poderá ir ao cinema, minha dica vai para o filme O Sabor Da Melancia. Chegando a Friburgo hoje vi um painel de uma moça com um capacete de melancia. Pois bem, é deste filme. Uma produção esmerada que certamente vai te surpreender. Fantasia, musical e drama em uma história que vai muito além do previsível. Sei que é difícil encontrar nas locadoras, por isso, posso emprestar para quem se interessar. Só para maiores de 18! 

Comentários

Nenhum comentário nesta notícia. Seja o primeiro comentando abaixo!

Comente sobre esta notícia