Publicado 12/10/2018 20:23:01

Filmes da semana 12/12 até 18/12

Estreia esta semana nos cinemas Nasce uma Estrela. Um dos filmes mais aguardados do ano, principalmente pela presença da Lady Gaga, essa é uma reedição de um clássico que alguns marmanjos vão se lembrar da versão mais recente de 1977 com Barbra Streisand e Kris Kristofferson. O enredo é simples e previsível, mas a força dessa produção está nas atuações, nas músicas e no drama romântico capaz de tocar a todos. Bradley Cooper abraçou a direção após a saída de Clint Eastwood e conseguiu fazer um trabalho significativo para um estreante. Com a ajuda do ótimo fotógrafo Matthew Libatique, Cooper realiza boas cenas integrando movimentação das câmeras com o áudio e se aproveita das cores, mas não consegue fugir das armadilhas, como o excesso de luz estourada, tradicional em cenas com shows e apresentações. Gaga e Cooper fazem de tudo e carregam a narrativa de forma firme e consistente. Pode não ser o melhor trabalho de Bradley Cooper, que não faz feio e demonstra sua veia musical, mas é disparado o melhor trabalho de Lady Gaga em uma atuação dramática que mostra todo o seu talento e versatilidade. Só a cena do início com Gaga cantando la vie en rose, quando eles se conhecem, já vale o ingresso e deixa uma vontade de ver e rever o filme. Não é um musical, mas as canções possuem forte presença narrativa e compõe os melhores momentos do filme. Não ficarei impressionado se indicações e prêmios surgirem até mesmo para Lady Gaga e companhia. Essa é uma produção certinha, bem cuidada e que vai emocionar. Vale muito o ingresso e a indicação etária é para maiores de 12 anos.

Aproveitando a proximidade com 31 de outubro, temos a estreia de Goosebumps 2: Halloween Assombrado. Continuação do filme de 2015 estrelado por Black Jack, mais um terror infantil do escritor R.L Stine ganha as telas em um mês repleto de lançamentos do gênero terror em virtude do Helloween. Com a mesma proposta do original, o enredo é sobre monstros que surgem magicamente de livros ao serem destrancados. A base da trama é previsível, até mesmo por seguir a história clássica do rejeitado que se torna o herói e salva a todos. Dirigido por Ari Sandel, que possui trabalhos ruins e ainda tenta se afirmar, o filme tem momentos que lembram as novelas brasileiras pelos planos e sequências, mas em compensação, os efeitos em CGI, que no filme original deixaram muito a desejar, estão muito mais criativos e bem executados. Algumas cenas são muito bem conduzidas e referenciadas como a que remete a E.T. - O Extraterrestre, e It: A Coisa, que é certamente o momento mais engraçado do filme. Os atores mirins estão muito bem, Jack Black faz uma ponta, mas suficiente para deixar seu carisma e o destaque mesmo é do Ken Jeong, conhecido pelo papel de mafioso em Se Beber Não Case. Essa é uma aposta recente e acertada de fazer um terror light para crianças que certamente vão gostar. Claro que existem animações e boas produções voltados para o terror infantil e um bom exemplo é a filmografia de Tim Burton, mas nada assim tão direcionado que mostra um tendência crescente e muito bem-vinda. Vale sim o ingresso e a indicação etária é livre.

Para as crianças a estreia desta semana é Cinderela e o Príncipe Secreto. Essa é uma animação do estúdio CVF - Gold Valley Films, que foca em produções menores e que lembram especiais para televisão. Importante dizer isso logo no início para não criar uma expectativa errada, até por conta de todo envolvimento da Cinderela com os estúdios Disney. Como é explicado logo no início, não se trata da clássica história da bela moça que é maltratada e perde o sapatinho de cristal. Essa é uma boa sacada da produção que buscou um viés moderninho invertendo o papel passivo da Cinderela em uma heroína que vai fazer de tudo para salvar o príncipe que foi transformado em um ratinho. Apesar da boa ideia, a animação possui problemas narrativos e no roteiro que parecem preguiçosos e com referências maiores do que deveria e consegue sustentar. Outro problema é a trilha sonora, tão importante em animações que, além de repetitiva, não empolga. São muitos os problemas que ainda entraram um final decepcionante sugerindo uma continuação que, se ocorrer, dificilmente vai para as telas nos cinemas. Vai agradar as crianças pelo brilho e pela simplicidade da trama, mas só por isso mesmo. A indicação etária é livre.


A última estreia desta semana em Nova Friburgo é Tudo por um Pop Star. Adaptação do livro lançado em 2003 da escritora e jornalista Thalita Rebouças, conhecida por suas obras infantojuvenis, o filme tenta resgatar um sentimento comum em adolescentes, ressaltando os princípios da amizade e companheirismo. O enredo conta as aventuras de três amigas que vão fazer o impossível para irem ao show e tentar uma aproximação com seus ídolos, um grupo de Boy Band chamados Slavabody Disco Disco Boys. A premissa é boa mas difícil por conta das armadilhas e desafios em relação aos clichês e o excesso de produções semelhantes. O roteiro até tenta buscar um caminho de desafios, amizade e descobertas que poderiam levar as protagonistas ao amadurecimento, mas as situações descabidas e as soluções fáceis fragilizam a narrativa deixando escapar o maior trunfo da proposta. As meninas Klara Castanho, Mel Maia e Maísa Silva estão ótimas e carregam o filme nas costas. Felipe Neto faz o alívio cômico e as outras presenças carecem de uma persona mais elaborada para que seja possível desenvolver um bom trabalho. Apesar de inúmeros problemas e oportunidades perdidas, a produção está em consonância com o que vem sendo produzido para esse mercado e tem bons momentos que vão fazer rir e até emocionar. Despretensioso e totalmente voltado para um público específico, pode agradar principalmente se acompanhado de muita pipoca. Vale o ingresso e indicação etária é para maiores de 12 anos.

Sugestão:
Para assistir em casa a dica desta semana vai para XXY de Lucía Puenzo. Atual e impactante, esse é mais um bom representante do cinema argentino que debate o preconceito, a discriminação e algumas outras formas de opressão.

Comentários

Nenhum comentário nesta notícia. Seja o primeiro comentando abaixo!

Comente sobre esta notícia