Publicado 12/09/2014 15:58:40

Filmes da semana 12/09 até 18/09

Três estreias bem diferentes marcam essa semana nos cinemas. A mais aguardada O Doador de Memórias, que conta com as presenças de Meryl Streep e Jeff Bridges, é uma adaptação do livro de Lois Lowry e narra a luta de adolescentes contra um sistema totalitário que reprime vontades e sentimentos. Na verdade, é uma ficção científica em cima do muro. Não se aprofunda nas questões existências e apresenta uma ausência de ação incompatível com os filmes adolescentes atuais. Independente disso, alguns bons momentos podem ser vistos, basta dizer que o filme inicia em preto e branco, não para realçar as sombras e fazer jogos de luz, mas para tirar a graça, monotonizar. Vale pelos atores principais e pela proposta narrativa que se estorça para debater a condição humana.Se puder, liga para o seu amigo filósofo, todo mundo tem um, e vai ao cinema com ele. Pode render um bom debate. Liberado para qualquer idade, mas os muito pequenos não vão entender.

Para os menores, a dica é Os Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário. Sucesso na década de 90 no Brasil, os cavaleiros de bronze liderados por Seiya, revivem a primeira Saga da série. Uma espécie de resumo light com jeitão didático. Todo feito em computação gráfica, o filme vai agradar aos mais novos, até mesmo quem não conhece a série que, apesar de poder ficar perdido em alguns momentos, vai gostar dessa mistura de artes marciais e mitologia grega. Para os fás, é assistir sem esperar muito. Por condensar muita coisa em pouco tempo, o formato narrativo, responsável em grande parte pelo sucesso da série, foi desconstruído dando espaço à muitas piadas, lutas rápidas e cosmos se elevando sem a penitência dos cavaleiros, perdendo a identificação com o público. Mesmo contando com a presença na produção do criador da série original, Masami Kurumada, a animação é bem diferente das anteriores e, provavelmente, é uma aposta para se aproximar do público jovem e crianças que certamente vão gostar. Ponto alto para os fás são as dublagens, muitas delas, as mesmas que nos acostumamos e acabam por proporcionar um sabor saudosista. Programa certo para as crianças, os adolescentes e fãs de todas as idades. 

 

Por último, estreia o filme Rio Eu Te Amo. Trata-se de dez curtas unidos por um fio condutor, tendo a cidade do Rio de Janeiro como palco. Diretores como Andrucha Waddington, Fernando Meireles, Im Sang Soo, John Turturro, José Padilha, entre outros, assinam esse projeto que começou despretensiosamente em 1996 como o filme Paris, Je T'aime, e depois de passa por Nova York, chega, e é muito bem vindo ao Rio. Conflitos, desilusões, aventuras, amizades, e muito mais, sempre com um olhar mais amplo do amor. Apesar de muito merchandise, tanto de produtos como dos cartões postais do Rio, causando uma  sensação "filme produto", é uma oportunidade para ver boas histórias, que fazem parte do cotidiano dos cariocas, sob o olhar de diferentes câmeras. O resultado final é muito bom e vale muito o ingresso, principalmente para quem ama o Rio de Janeiro.  

 

Sugestão:

Para assistir em casa, a sugestão fica por conta de O Mordomo na Casa Branca. Recentemente nos cinemas, para quem não viu é uma boa dica. Trata principalmente de racismo, intolerância e superação, com a política americana como pano de fundo. Com um elenco invejável como Forest Whitaker, Oprah Winfrey, Jane Fonda, entre muitos, conta com uma das últimas aparições do ator Robin Williams. Além da importância das questões debatidas, o grande acerto é o tempo como estrutura narrativa. Certamente vai render uma boa reflexão.

Comentários

Nenhum comentário nesta notícia. Seja o primeiro comentando abaixo!

Comente sobre esta notícia