Publicado 09/10/2015 15:25:21

Filmes da semana 09/10 até 15/10

A estreia mais esperada desta semana é Peter Pan. É uma super produção dirigida por Joe Wright que impressiona pela qualidade visual. É um misto de Cirque du Soleil com pitadas de Avatar, Indiana Jones e Piratas do Caribe. Tudo isso com muito, mas muito efeito especial. A ideia de fazer um Peter que vai se descobrindo é boa e foi explorada sendo referencial sem perder a fidelidade ao original de J.M. Barrie. Hugh Jackman, que interpreta o Barba Negra está perfeito para o contexto e Garrett Hedlund e Rooney Mara, também fazem um bom trabalho. O enredo trilhando o passo a passo da Jornada do Herói de Campbell é que irrita e faz do filme muito previsível. Uma boa surpresa é a utilização de canções que lembram musicais. Para citar uma, Smells Like Teen Spirit do Nirvana é cantada em coro por um bom tempo na entrada triunfal do Barba Negra. É uma produção grandiosa, com um figurino que já vale o ingresso, que certamente vai agradar toda a família. Os efeitos em 3D vão render alguns sustos e as vezes confundem, mas são sempre bem vindos. É um ótimo programa para aproveitar em uma semana que vai começar com um feriado. Em alguns momentos os diálogos são longos o que podem cansar um pouco as crianças, mas elas vão gostar. A indicação etária é para maiores de 10 anos.     

A outra estreia desta semana é Horas de Desespero. Dirigido por John Erick Dowdle, conhecido por fazer produções de terror, o filme faz o que promete. São duas horas de desespero na tela. O enredo é sobre uma família que se muda para um país de terceiro mundo que esta em uma queda civil direcionada a eliminar os estrangeiros do seu território. Pode parecer simples e xenofóbico mas aos poucos as coisas vão tomando rumos diferentes e as reviravoltas amenizam um pouco o tema. Protagonizado por Owen Wilson, tudo acontece muito rápido e com muita ação. Esse, na verdade é o ponto forte do filme. É uma narrativa bem construída que eleva o clima de tensão. O roteiro, como normalmente ocorre no gênero, tem muito buracos e soluções fantásticas, mas isso não importa muito. Quem quer ação e muita explosão vai gostar. É verdade que esse tipo de filme gera muitas questões para nós brasileiros e para quem não vive nas terras do Tio Sam. Essa exploração do clichê de que fora dos Estados Unidos tudo é bagunça e terra sem lei incomoda sim, e reforça um sentimento equivocado do bem e do mal. Independente disso, o filme é bem feito e com cenas que impressionam. Vale sim o ingresso e a indicação etária é para maiores de 16 anos.

 

Sugestão: A dica para ver um bom filme em casa vai para A Hora Mais Escura. Uma produção muito bem conduzida que usa diversos recursos narrativos para contar a caçada ao terrorista Bin Laden. O grande mérito do filme é a visão honesta sobre a guerra contra o terrorismo onde não há vencedor. Todos são vítimas.

Comentários

Nenhum comentário nesta notícia. Seja o primeiro comentando abaixo!

Comente sobre esta notícia