Publicado 07/11/2014 20:21:12

Filmes da semana 07/11 até 13/11

Estreia esta semana em Nova Friburgo um dos filmes mais aguardados do ano, Interestelar. Do aclamado diretor Christopher Nolan, da trilogia do Batman, e com atores do porte de Matthew McConaughey, Anne Hathaway, Michael Caine, Matt Damon, entre outros, já se pode ter uma boa idéia do tamanho e qualidade do projeto. O enredo é sobre a busca por planetas que suportem a vida e nossas necessidades, uma vez que a terra está aos poucos se tornando imprópria para a raça humana. Um primeiro olhar pode dar a impressão de um tema simples, até óbvio, mas o filme vai muito além de pessoas tendo problemas no espaço. O que o filme se propõe é discutir o ser humano, sua capacidade de ir além e a força dos laços amorosos, tendo como pano de fundo o tempo. O filme ainda conta com cenas de ação, drama e muita ficção científica. Tudo isso muito bem construído, desde o roteiro, até a trilha sonora assinada por Hans Zimmer, parceria que tem gerado bons frutos com Nolan. É um ótimo filme, daqueles que ficam na cabeça, e vale cada centavo do ingresso. Apesar da indicação etária ser para maiores de 10 anos, pode ser visto por qualquer idade, mas, devido a complexidade dos temas envolvidos e a longa duração do filme, pode não agradar as crianças.

A Mansão Mágica é a dica de cinema desta semana para as crianças. A Animação em 3D conta a história de um gatinho que após ser abandonado encontra abrigo numa mansão cheia de animais, robôs e um ilusionista simpático. Uma espécie de Mansão Foster com personagens dos mais variados tipos. No mais, é o mesmo de sempre, com direito a lição de moral e exageros para realçar o efeito 3D. É uma animação fofa, as crianças vão gostar e até os pais podem tirar algo de bom. Vale o ingresso mas sem esperar nada além de uma boa diversão.

Outro filme que entrou em cartaz é a produção nacional, Made in China. Com Regina Case e Otávio Augusto, o filme fala das dificuldades de uma loja localizada no saara, centro do Rio de Janeiro, que enfrenta a concorrência desleal dos chineses. Uma espécie de sessão da tarde, com personagens exageradamente estereotipados, muito funk, samba e pagode, insistindo no apelo de uma integração cultural. A direção é esforçada, mas o roteiro tem muitos problemas com cenas perdidas e sem função. O que sobra, é um filme que até consegue arrancar algumas risadas, mas não se sustenta nem no enredo, nem com Regina Case e seus maneirismos, parecendo mais uma espécie de Leandro Hassum de saias. Vai agradar quem curte comédia água com açúcar nacional, mas sem compromisso com mais nada além de algumas risadas. Sem restrições quanto a faixa etária.

Por último entra em cartaz a produção mexicana Los Nobles: Quando os Ricos Quebram a Cara. Com distribuição bem reduzida no Brasil, o filme conta a história de um pai rico que decide acabar com a farra dos filhos irresponsáveis que esbanjam dinheiro e não querem saber de trabalhar. É a típica comédia que descola as realidades e se utiliza dos exageros para fazer rir. O ponto alto está na caracterização das personagens que rendem boas situações. É o segundo filme mais visto na história do México e, para os conhecedores de cinema, é baseado em El Gran Calavera de Luis Buñuel. 

 

Sugestão:

A dica da semana para quem vai ficar em casa vai para o filme Muito Além do Jardim, com Shirley MacLaine e o fantástico Peter Sellers. É a história de um jardineiro que passou a vida cuidando do jardim e vendo televisão sem nunca ter ido à rua, mas que se vê obrigado a sair da casa e enfrentar uma nova realidade. Um clássico do cinema que faz uma observação, sempre com bom humor, sobre os muros que criamos e as coisas simples da vida que insistimos em complicar.

Comentários

Nenhum comentário nesta notícia. Seja o primeiro comentando abaixo!

Comente sobre esta notícia