x
Publicado 07/07/2018 13:53:06

Filmes da semana 06/07 até 12/07

A única estreia desta semana é Homem-Formiga e a Vespa. O Universo Marvel se tornou uma teia de tramas entrelaçadas e com todo tipo de personagens, o que torna tudo muito grandioso e complicado para acompanhar, principalmente para quem não é fã de heróis ou filmes de ação. O interessante do Homem-Formiga e alguns outros herois é a manutenção dos seus núcleos próprios, com enredos mais intimistas, que lutam pelos seus interesses ou questões menores do que salvar a humanidade. Esse é um acerto da Marvel. O diretor Peyton Reed desenvolve muito bem as cenas de ação, típicas dos filmes de heróis, e adiciona humor sempre que pode. Na verdade, o filme é bem engraçado, muito por conta do aproveitamento de situações envolvendo os poderes dos trajes, assim como as tiradas dos atores coadjuvantes. Peyton sabe como direcionar as cenas para extrair humor ao máximo. Outro ponto positivo, são os diversos núcleos que dão ritmo e constroem sequencia mais complexas e interessantes. Nem tudo, porém, funcionou bem. Se faz necessária uma imersão para excluir os absurdos e bobagens que não fazem qualquer sentido, sejam científicos ou de lógica. Os vilões, também não ajudam, mas tem cada um, algum propósito narrativo. Hannah John-Kamen interpreta a vilã fantasma de forma inexpressiva e bidimensional, a polícia é mais um dos apelos cômicos e os contrabandistas, fazem a escada para a cenas de ação. Além de Paul Rudd, que se encaixa que no personagem amoroso, bobo e determinado, é sempre bom ver o carrancudo Michael Douglas e a sempre bela e expressiva Michelle Pfeiffer. Michael Peña rouba as cenas em um filme que soube como dividir bem os papeis sem focar em um protagonista. Muitos podem entender como um filme menor do Universo Marvel, mas o certo mesmo, é não fazer comparações e entender a dinâmica que deve ir além de Os Vingadores. Vale muito o ingresso e vai agradar toda a família. A indicação etária é para maiores de 12 anos.

Sugestão:
Para assistir em casa a dica desta semana vai para Blow-Up. Essa é uma obra prima do cinema mundial. Antonioni faz uma crítica contundente à burguesia inglesa em uma trama que busca ressaltar os sentidos e a imaginação.

Comentários

Nenhum comentário nesta notícia. Seja o primeiro comentando abaixo!

Comente sobre esta notícia