Publicado 05/09/2014 15:17:48

Filmes da semana 05/09 até 11/09

Com várias estreias para esta semana em Nova Friburgo, vamos começar com a mais badalada, Hércules, estrelada por Dwayne Johnson em 3D no shopping da praça. Essa não é a primeira e não será a última vez que veremos a história do semi-deus e seus 12 trabalhos. Com essa onda de heróis humanizados e cheios de dilemas, nada melhor do que um pouco de mitologia grega. Johnson, com uma arma no melhor estilo capitão caverna, encarna um hércules com trejeitos de Conan, até um pouco de Sansão, mas sem se levar muito a sério. Esse, aliás, é o grande acerto na carreira de Johnson, sempre com cara de bom moço, mesmo sendo uma pilha de músculos e fazendo cara de mau. É um filme sobre batalhas, conquistas, traições, redenção, amizade e os tradicionais dilemas morais. Muita pancadaria, um pouco de humor, previsível mas, certamente vale o ingresso. Devido a violência, não recomendo para crianças, a indicação é de  14 anos. 

Outra estréia, é a continuação Anjos da Lei 2. Inspirada na série produzida entre 1987 e 1991 protagonizada por Johnny Depp, que infiltrava policiais em escolas e universidades para apurar crimes, tem na versão para o cinema, uma tônica voltada para comédia. Dois policiais vividos pelos atores Channing Tatum e o sempre engraçado Jonah Hill, se infiltram numa faculdade local para investigar um caso que acaba por colocar em xeque a amizade dos dois. Com um pouco de paródia, comédia romântica e alguma ação, o filme acerta na escolha dos atores, que fazem muito bem o uso de personagens estereotipados, como o inseguro falante e o pegador burro. Apesar do enredo óbvio, é uma boa comédia e as risadas são garantidas. Recomendado mais para o público adolescente, a indicação é para 14 anos. Uma dica, não saia assim que o filme terminar, espere os créditos!

 

Também mais indicado para adolescentes, estreia em Nova Friburgo o filme Se eu Ficar. Adaptação do livro de Gayle Forman, é mais um dramalhão de jovens com suas angustias e perdas. Uma geração depois da entrada do "Emo" na cultura popular, com seus cabelos diferentes, caras de tristes e ar romântico, vemos hoje mais jovens interessados no drama e no romance cru, duro, menos fantasioso e com mais identificação. É claro que muitos outros fatores influenciaram na formação desse público mas, o importante, é que temos espaço para muitas histórias boas para serem contadas e compartilhadas e esse filme é uma delas. Apesar da direção um pouco arrastada, o enredo é bom, as músicas ótimas e as interpretações convincentes. Mais indicado para a galera que está pensando no vestibular, mas pode ser visto também pelos mais crescidinhos. Apesar da indicação para 12 anos, pode ser visto pelos menores também, mas fica a dica, pouca maquiagem e prepara o lenço.

Por último, temos a estreia de uma produção francesa Um Amor em Paris. É sempre bom poder assistir um filme fora da indústria, principalmente a norte americana que arrisca pouco e acaba sempre se repetindo. Claro que, mesmo no caso dos estrangeiros, só entram em cartaz os sucessos, sejam europeus ou mesmo asiáticos. Mas a possibilidade de ter contato com uma visão cinematográfica diferente é sempre muito proveitoso. Nada de explosões, heróis, e finais com lições de moral. Apenas pessoas e suas vidas cheias de sorrisos e lágrimas. O filme aborda um casal, que está junto a muitos anos, e se depara com perdas, rotina e traição. Um filme leve mas intenso, bem dirigido e com ótimas atuações. Para quem não conhece muito o cinema francês, vale dar uma chance, pode surpreender.

 

Sugestão

Já que o novo filme do Woody Allen ainda não pode ser visto nas telas de Friburgo, vale passar na locadora e conhecer melhor ou rever a vasta obra do escritor, ator e diretor. Vou indicar um mais recente que é Vicky, Cristina e Barcelona, que dispensa comentários, mas pode ser qualquer outro que será uma boa escolha.

Comentários

Nenhum comentário nesta notícia. Seja o primeiro comentando abaixo!

Comente sobre esta notícia