x
Publicado 14/01/2019 10:56:40

COMO AMENIZAR O “EFEITO PREJUDICIAL” DA CARNE VERMELHA?

Você sabia que é possível amenizar o ‘efeito prejudicial’ da carne vermelha? Combinações alimentares inteligentes podem amenizar possíveis efeitos decorrentes do consumo excessivo ou frequente.

A carne vermelha é rica em Acido Araquidônico, essa substancia em excesso é considerada um pró inflamatório, ou seja, contribui para aumentar o processo inflamatório em nosso corpo, contribuindo para o aparecimento de vários tipos de doença, entre elas o câncer. Os alimentos que podem contribuir para amenizar sua ação são o chá verde, o chá oloong ou gengibre, cúrcuma (ou açafrão) e vegetais crucíferos (como: couve, repolho, brócolis, couve flor).

Produz peróxidos lipídicos favorecendo também ao aumento da resposta inflamatória pós prandial, um grande aliado para neutraliza lo é o abacate.
A carne vermelha é fonte de AGEs (produtos de glicação avançada) que estão associados ao envelhecimento celular e ao aparecimentos de doenças crônicas. Pode ter seu efeito neutralizado quando consumimos ou preparamos as carnes com frutas cítricas (limão, laranja), e também com chá de cardo mariano, alho ou o chá verde. Marinar a carne com vinagre ou limão por 1 hora reduz muito os AGEs.

Rica em carnitina pode aumentar a TMAO (composto reconhecido que contribui para o desenvolvimento da aterosclerose) produzida no intestino pelas bactérias ruins que degradam a carnitina, e contribuir para o aumento do risco cardiovascular. Pode ser amenizada com fibras solúveis como a aveia e o psillium e também o pistache, o suco integral de uva e o kefir.

E pra finalizar: Não há alimento bom ou ruim, o que mais importa é a frequência, quantidade e o equilíbrio entre eles na sua dieta. Para te ajudar procure um nutricionista funcional especializado, equilibre sua alimentação e melhore seus hábitos!!

Quer ter um Plano Alimentar Individualizado marque sua consulta: 2520-5881.

Comentários

Nenhum comentário nesta notícia. Seja o primeiro comentando abaixo!

Comente sobre esta notícia