x
Publicado 22/01/2018 12:45:06

Verão: chulé não é falta de higiene

Ter chulé ou aquele cheiro de desodorante vencido não é falta de higiene, é uma quantidade maior de um tipo de bactéria que causa o odor.

No verão, transpiramos mais. Por isso, os cheiros podem ficar mais fortes e ruins. Os grandes responsáveis por esse inconveniente são os pés e as axilas – os famosos chulé e cecê. 

O nome desse mau cheiro é ‘bromidrose’. Ter chulé ou aquele cheiro de desodorante vencido não é falta de higiene, é uma quantidade maior de um tipo de bactéria que causa o odor. O cheiro ocorre porque essa bactéria solta uma substância no final do metabolismo.

Cuidados com os pés


Sapatos fechados, com meia e pés úmidos propiciam o surgimento de bactérias e fungos. Por isso, é importante:

Lavar e secar bem os pés
Colocar o sapato no sol
Alterar os sapatos
Usar desinfetante no sapato
Não repetir as meias
Usar desodorante para os pés ou talco

Essas ações devem ser feitas diariamente para ter um bom resultado. Quando não são feitas, os fungos e as bactérias voltam a se proliferar e o cheiro também volta.

Cuidados com as axilas

Nas axilas, temos a ação de duas glândulas sudoríparas – écrinas (responsáveis por manter a temperatura corporal) e apócrinas (elas produzem um tipo de suor completamente diferente, mais oleoso). Os dermatologistas lembram que o suor é composto por água e sal e não tem cheiro.

Veja as dicas para diminuir o odor:

Usar sabonete antisséptico diariamente
Usar desodorantes e antitranspirantes
Depilar a axila
Evitar roupas de tecido sintético
Manter as axilas secas

http://g1.globo.com/bemestar/