x
Publicado 19/01/2016 16:30:25

Veja algumas estratégias para encarar o desemprego

O desemprego é alto. As vagas são restritas. Mas mesmo com o cenário adverso, não dá para perder tempo nem se desesperar. É hora de os trabalhadores usarem ‘estratégias de guerra’ na trincheira da crise. Em momento de recessão econômica, quem estiver fora do mercado deve até mesmo recuar nas escolhas para aumentar as oportunidades. A flexibilidade para aceitar uma atividade em outra área, ou mesmo um salário menor, são táticas para garantir emprego.

DICAS PARA SE RECOLOCAR NO MERCADO DE TRABALHO

FLEXIBILIDADE
Aceitar um emprego fora de sua especialidade ou até com menor salário são medidas para driblar o desemprego. Os trabalhos temporários e em outras regiões também. Às vezes, outros estados têm oportunidades em um setor que já está saturado no Rio de Janeiro. A pessoa deve se informar sobre isso.

SEJA ÁGIL
Corra contra o tempo e evite o desânimo. Além da restrição de vagas, o tempo médio de recolocação no mercado aumentou. O dia seguinte de uma demissão já é momento para começar a procurar vagas.

'TURBINE' O CURRÍCULO
O profissional que não está com seu currículo atualizado e foi demitido tem que repaginá-lo. Fuja do currículo funcional, com informações apenas de cargos e qualificação. Acrescente novas formações e, principalmente, suas realizações no trabalho. Por exemplo, algo que criou ou uma ação que reduziu custos da empresa. Isso o diferencia de outros candidatos.

RETOME CONTATOS
Procure todas as pessoas conhecidas logo. “Tem que se mostrar visível para o mercado”.

CADASTRE-SE EM SITES
Procure vagas nos sites das empresas e nos de recrutamento , que ajudam a selecionar candidatos. O Linkedin também é uma ferramenta. A foto de apresentação tem que ser sóbria. É preciso fazer e ampliar contatos na rede, mesmo sem conhecer pessoalmente as pessoas. É uma rede de trabalho, não Facebook.

NA ENTREVISTA
Fique atento: quem se candidatar a vaga com menor remuneração que a anterior tem que mostrar que está decidido. O entrevistador sabe as ‘manhas’ do mercado e pode descartar uma pessoa por acreditar que ele investirá no cargo por muito tempo.

Fonte: http://odia.ig.com.br/