x
Publicado 15/05/2018 07:20:53

Pezão inaugura obra do Bengalas em Friburgo e deixará governo sem entregar Hospital do Câncer

O governador Luiz Fernando Pezão, depois de um ano e meio, retornou a Nova Friburgo nesta segunda-feira, 14, para inaugurar a obra de canalização do Rio Bengalas. Ao lado de inúmeras autoridades políticas - e sem presença de público - a solenidade de entrega da obra aconteceu em tendas montadas numa área de lazer na curva do JJ.

Pezão deixará o cargo de governador em 31 de dezembro e até lá não conseguirá cumprir a promessa de entregar o Hospital do Câncer de Nova Friburgo. A obra no antigo CAVS, na Ponte da Saudade, está paralisada. A continuidade depende do novo projeto, já elaborado, mas sem prazo para sair do papel. O hospital foi uma das principais promessas de Pezão após a tragédia climática de 2011.

"Mas vou começar a obra", retrucou o governador ao questionamento feito pelo portal Nova Friburgo em Foco.

INAUGURAÇÃO - A obra de canalização do Rio Bengalas no distrito de Conselheiro Paulino custou R$ 187 milhões e foi feita com objetivo de conter enchentes no distrito.

A obra beneficiou o trecho entre a foz do rio Dantas (Prado) e o trevo de Duas Pedras, totalizando uma extensão aproximada de 3,4 km que recebeu serviços de desassoreamento, adequação de calha, proteção e contenção das margens do Rio Bengalas.

As obras foram realizadas com recursos oriundos do Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano (Fecam) e do Ministério das Cidades, sendo a Caixa Econômica Federal a avalista.

A obra de canalização foi iniciada na gestão da então prefeita Saudade Braga e passou pelos governos municipais de Heródoto Bento de Mello, Dermeval Barboza Moreira Neto, Sérgio Xavier, Rogério Cabral até o atual chefe do Executivo Renato Bravo. Quando foi iniciada, o governador era Sérgio Cabral e o presidente da República, Lula, passando por Dilma até Temer.