x
Publicado 09/06/2018 09:34:59

Pesquisas mostram brasileiros divididos com Copa do Mundo

Foto oficial da seleção brasileira que disputará a Copa da Rússia

A relação do brasileiro com a seleção brasileira foi posta em dúvida pelo mercado após a vexatória derrota do time em Belo Horizonte, onde o time foi goleado pela Alemanha na Copa do Mundo de 2014. Quatro anos depois, algumas pesquisas tentam ilustrar o apreço do torcedor pelo time no novo Mundial, mas os números dão pouca clareza sobre esse relacionamento.

No fim de maio, a Paraná Pesquisas divulgou os resultados de um levantamento com quase 3 mil brasileiros espalhados em 185 municípios, em todas os Estados do país. E o resultado não foi animador para a indústria do esporte. Segundo a pesquisa, 28,3% dos entrevistados afirmaram não ter interesse na Copa do Mundo, e 37,5% disseram dar pouca importância. Ou seja, mais da metade da população tem se mostrado indiferente com o torneio na Rússia.

Por outro lado, 33,2% afirmaram estar animados com a Copa, enquanto 8,8% estão altamente envolvidos com o Mundial. A faixa de maior interesse está entre os mais jovens, com 16 a 24 anos de idade.

Nesta semana, a Hello Research mediu o quanto o brasileiro está disposto a assistir à Copa do Mundo, em levantamento com 1.410 pessoas de todas as regiões do país. Nesse caso, quase 90% dos entrevistados afirmaram que devem, pelo menos em algum momento, assistir a algo relacionado ao Mundial. Desse número, 31% devem ver os jogos da seleção brasileira, enquanto 35% afirmou acompanhar o Mundial completamente.

A considerar as audiências de partidas da seleção brasileira, a empolgação pode ter caído, mas o ímpeto em assistir ao time aumentou. O amistoso contra a Croácia, por exemplo, teve mais telespectadores em São Paulo do que as partidas pré-Copa do Mundo de 2014. Desde o infame "7 a 1", o time apresenta bons resultados nas transmissões da Globo.