x
Publicado 08/05/2015 15:58:05

Dia das Mães: Rosas, orquídeas e begônias são as flores preferidas

Se para o comércio em geral o Dia das Mães é a segunda melhor época de vendas do ano depois do Natal, a data é a maior oportunidade de negócios do setor de Floricultura. Apesar do cenário econômico nacional, os floricultores fluminenses esperam comercializar um volume de flores três vezes superior a média das demais semanas do ano.

A previsão segue a tendência nacional que estima crescimento de 6% nas vendas, quando comparado com a mesma data do ano passado. Para o produtor de rosas e presidente da Associação de Produtores de Flores de Stucky, em Nova Friburgo, Carlos Alberto da Silveira, o segmento no Estado do Rio está fortalecido e vem superando as dificuldades.

"A adoção de tecnologias como cultivo protegido, irrigação por gotejamento e padronização de embalagens são alguns dos diferenciais que geram resultados positivos na qualidade de nossas flores", disse Silveira.

Produtor de Vargem Alta, em Nova Friburgo, Vadite Chamboudet calcula aumento de 50% no preço das rosas comercializadas para o atacado.

"A ampliação de pontos de vendas no varejo para a data e a maior procura pela rosa, a flor preferida nesta ocasião, me motivaram a ampliar a área de cultivo. Tenho hoje 40 mil pés de rosas vermelhas e chá, as mais pedidas pelo consumidor", explicou Vadite.

Segundo a coordenadora do programa Florescer, da Secretaria de Agricultura, Nazaré Dias, a Região Serrana é a maior produtora de flores de corte do estado, com 570 floricultores. Nova Friburgo e Bom Jardim se destacam na produção de rosas, gérberas, lírios, alstromérias, crisântemos, entre outras.

"Segundo o Sindicato Nacional do Comércio Varejista de Flores, as rosas, especialmente as vermelhas, lideram na preferência dos consumidores. Na segunda posição, vem os vasos de orquídeas, seguido dos floridos em geral, especialmente begônias. Os arranjos e buquês prontos representam 13% do total das vendas", disse a coordenadora do programa.

Galeria de fotos