x
Publicado 01/06/2018 09:52:03

Nova Friburgo reúne diversas opções para os amantes do ecoturismo

Pico do Caledônia - Foto: Osmar Castro

Formada por uma cadeia de montanhas e belas paisagens, Nova Friburgo reúne diversas opções para os amantes do ecoturismo. Seja para os mais aventureiros ou para aqueles que querem apreciar a natureza sem fazer muito esforço. Menos visitados do que as atrações naturais que levam turistas para distritos como Lumiar e São Pedro da Serra, pontos turísticos no entorno da região central de Friburgo chamam a atenção com visuais de tirar o fôlego.

Logo atrás do bairro da Cascatinha fica a subida para o Pico da Caledônia, uma das maiores elevações da Serra do Mar, com 2.234 metros de altitude, situada entre Friburgo e Cachoeiras de Macacu, parte do Parque Estadual dos Três Picos.

A subida pode ser menos pesada para quem consegue acessar a entrada do parque de carro, mas a estrada, desgastada, só permite o transporte, até o final, de veículos 4x4. Carros de passeio conseguem ir até cerca da metade do caminho e é preciso enfrentar uma subida íngreme a pé. Chegando ao parque, não tem jeito, o visitante terá que encarar cerca de 650 degraus da escada que leva ao cume. No caminho, torres de transmissão de rádio, responsáveis pelas comunicações da Petrobras, que administra o parque, não atrapalham a vista.

Friburgo tem aproximadamente 50 montanhas catalogadas. Destas, no entorno do circuito urbano, entre opções acessíveis por caminhantes sem muito preparo físico e conhecimento técnico, destacam-se Caledônia; Babilônia; Chapéu da Bruxa; Pirâmide; Catarinas, que representam o logomarca de 200 anos da cidade e reúnem num só local opções para a prática de caminhadas, escaladas e voo livre; Morro Cruz, que pode ser acessado por caminhada ou pelo teleférico; e a Pedra do Imperador;

Saindo um pouco da região urbana, ao lado do pedágio da Rodovia Friburgo-Bom Jardim, está um dos principais símbolos de cidade. A Pedra do Cão Sentado é daquelas atrações quase obrigatórias. No parque, administrado pelo estado, além da trilha formada por escadas e pontes rústicas que passam sobre grutas dentro da mata até o mirante do Cão Sentado, são oferecidas atrações como arvorismo e muro de escalada. Os mais radicais também têm a opção de praticar rapel na imponente pedra e ter a visão da cidade que o cão sentado tem.

Aberta a temporada de montanha
A menos de um mês do inverno, Friburgo já está com a chamada temporada de montanhismo aberta. O período, que vai de abril a setembro, por ser mais seco, é ideal para conhecer os pontos mais altos, seja por trilha, escalada ou rapel. Queridinhas entre os escaladores, as vias de acesso aos Três Picos, passando pela região de Salinas, deixam os visitantes literalmente nas nuvens.

O Globo