Publicado 18/09/2018 20:13:35

Friburgo: CPI da Saúde na Câmara será composta por 3 vereadores do governo e só 2 da oposição

Base de apoio a Renato Bravo tem 3 vagas e a oposição indicará Zezinho do Caminhão e Johnny Maicon

Os cinco integrantes da CPI da Saúde na Câmara serão oficialmente conhecidos somente na sexta-feira, 21. Entretanto, um fato já está decidido: o governo Renato Bravo terá três dos 5 membros da comissão. Ou seja, maioria. Como os passos da CPI são decididos pela maioria interna de seus membros, não fica difícil supor que a base governista poderá ditar a condução das investigações.

Autor da proposta da instalação da CPI para investigar os contratos emergencias de alimentação na saúde (empresa Global), o vereador oposicionista Zezinho do Caminhão (Psol) será o relator da CPI. As outras quatro vagas serão preenchidas pelos blocos partidários compostos pelo PRB/PPS, PP/PDT, DEM e PSDC/PHS. Neste cenário, o segundo nome da oposição deverá ser o do vereador Jhonny Maicon (PRB). Nos outros três blocos com direito a indicação de nomes, todos vereadores fazem parte da base governista.

A oposição poderia até ter conseguido maioria na CPI. Entretanto, o líder do MBD, Isaque Demani, abriu mão da vaga do partido na comissão. Isto impossibilitou a presença do vereador Wellington Moreira (MDB), crítico do governo. Demani alegou que excluiu o partido da CPI porque um dos prováveis investigados será o vereador licenciado do partido e ex-secretário de Saúde, Christiano Huguenin.

Resumo: Governo 3 x 2 oposição!