Publicado 21/07/2020 12:37:25

Exercitar-se em meio à poluição pode equivaler a 10 cigarros

Saiba como praticar atividades físicas em locais poluídos sem prejudicar sua saúde

Ao contrário do que imaginamos, os exercícios ao ar livre podem prejudicar alguns aspectos de nossa saúde, se não soubermos praticá-los da forma correta. Isso se deve, principalmente, à poluição.

Crises de doenças respiratórias como bronquite, asma e rinite alérgica podem ser desencadeadas durante a prática esportiva nesses ambientes. A grande quantidade de monóxido de carbono presente na atmosfera pode, ainda, causar irritação e vermelhidão nos olhos, irritação na garganta, cansaço e sensação de secura no nariz e na boca.

Esses sintomas são sentidos especialmente durante as atividades físicas, devido à respiração mais acelerada, necessária porque o corpo está usando um número maior de músculos — e eles precisam de mais oxigênio para o esporte.

Em vez de respirarmos pelas narinas, é normal que, nesse processo, o ar seja aspirado pela boca, sem nenhuma filtragem. Essas partículas acabam sendo absorvidas pelo trato respiratório e impedem a absorção do oxigênio pelos tecidos.

A longo prazo, os poluentes processados durante as atividades podem gerar hipertensão, arritmias e até infarto.

Segundo os pesquisadores, se alguém se exercitar intensamente por 30 minutos em um local com grande fluxo de veículos, o ar respirado será equivalente ao consumo de dez cigarros ao fim da atividade.

Cuidados

Mas, por causa disso, não é necessário desistir dos exercícios físicos se você mora em uma grande metrópole ou gosta de praticá-los ao ar livre. Tente seguir os seguintes conselhos:

– Antes de iniciar qualquer atividade, procure um educador físico e um cardiologista, para que uma avaliação clínica seja feita e os exercícios sejam adequados às suas necessidades;

– Evite a prática das atividades físicas entre 7h e 10h e entre 17h e 20h, especialmente perto de vias de grande movimento de veículos;

– Procure ruas e avenidas mais arborizadas. Assim, a atividade se tornará mais agradável e menos cansativa;

– Se possível, mantenha uma distância de pelo menos 100 metros dos locais de grande fluxo;

– Tome água durante toda a prática, aliviando os sintomas de secura na boca e na garganta.

Fonte: Cepe-USP