x
Publicado 12/09/2018 19:12:47

Estado paga agosto mas ainda não garante 13º dos servidores

Pezão termina mandato em 31 de dezembro

O pagamento do salário de agosto de todos os 456.042 servidores ativos, inativos e pensionistas do Estado do Rio será pago nesta quinta-feira, dia 13. Pelo calendário oficial, o crédito ocorreria no 10º dia útil, em 17 de setembro (próxima segunda-feira).

Segundo a Secretaria Estadual de Fazenda e Planejamento, os pagamentos serão efetuados ao longo do dia, mesmo após o término do expediente bancário.

13º SALÁRIO DE 2018

O décimo terceiro salário do funcionalismo do Estado do Rio tem sido motivo de preocupação pelos corredores do Palácio Guanabara. Com a incerteza sobre o projeto do Refis na Assembleia Legislativa (Alerj), a equipe econômica do governo teme não ter recursos suficientes para pagar o abono no fim do ano.

Ainda que o governador Luiz Fernando Pezão já tenha dito que busca outras medidas para que a quitação do abono de Natal não fique para seu sucessor, ele admitiu que teme o cenário. Pezão disse que contava com a receita, de cerca de R$ 1 bilhão, que poderia ser gerada pelo programa de refinanciamento de dívidas que empresas têm com o estado.

A votação do PLC 56 (do Refis) ainda tem que ser concluída. O texto-base chegou a ser aprovado, mas a Casa ainda tem que analisar dois destaques - de Paulo Ramos (PDT), que inviabiliza a venda da Cedae, e outra da Enfermeira Rejane (PCdoB), que permite a adoção do PCCS da Saúde sem aval do Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal.

O governo afirma que as emendas põem em risco o regime, e articulou com o presidente em exercício da Alerj, André Ceciliano (PT), para que, por enquanto, a proposta não volte à pauta.

Como alternativas ao Refis, o governador apontou a homologação da concessão da CEG e a licitação das linhas de ônibus intermunicipais - somadas, dariam R$ 1,6 bilhão. A ideia é que as medidas possam sair do papel até novembro, mas não há nada garantido.