x
Publicado 02/01/2018 09:32:21

Dicas para diminuir o calor do cachorro no verão

O verão chegou e trouxe com ele as altas temperaturas. Nós sofremos bastante com os dias quentes e abafados, principalmente quem fica exposto por horas ao sol. No entanto, os cães também passam por esta situação.

A atenção ao pet precisa ser redobrada no verão , pois ele depende dos donos para não sofrer com as altas temperaturas. É importante tomar algumas precaução para garantir que o cão esteja sempre fresco e sem risco de ter insolação ou golpe forte de calor. Além disso, é preciso ficar mais atento se o cachorro tiver pelos longos ou na cor escura, pois são mais suscetíveis a ter tais problemas.

Confira abaixo e garanta que o cão tenha um excelente verão!

Fora de casa
Mesmo estando muito quente, não dá para deixar de passear com o cão. Porém, para que o passeio seja agradável, é importante seguir algumas dicas básicas. O mesmo vale para quem viaja e leva o pet, afinal praia e interior são locais naturalmente quente.

1. Leve sempre algo para produzir sombra
No calor todo mundo fica em busca de sombra para fugir do sol e os cão são iguais. Sempre que passear com ele, fique atento se o local terá árvores ou algum objeto que produza sombra. O pet pode não aguentar ficar horas debaixo do sol. Caso leve-o à praia, não se esqueça de trazer um guarda-sol ou compre um chapéu-de-sol especial para cães.

2. Não deixe o cão sozinho no carro
Sabemos o quanto é perigoso deixar o cão sozinho dentro do carro, então imagine no calor. A temperatura no veículo sobe rapidamente, principalmente se os vidros estiverem fechados, o que pode provocar insolação. Largar o animal lá dentro é praticamente uma sentença de morte. Então, jamais deixe o animalzinho fechado num carro.

3. Água é indispensável
Água é obrigatório no verão! Se for sair com o pet leve sempre com você uma garrafa e um recipiente para o cão beber. Existem também bebedouros caninos portáteis, criados para situações assim. Lembre-se de verificar se a água não está muito quente quando oferecer ao animal. Se preferir, outra dica é levar um spray para borrifar na boca do cão de vez em quando, pode ser um bom jeito de refrescá-lo.

4. Evite focinheiras de nylon
Focinheiras deste material - ou qualquer outro que feche a mandíbula - não permite o cão arfar, o que impede a termorregulação do seu corpo. Por isso, se o animal realmente precisa usar o objeto para sair, escolha um tipo aberto na boca, como as de metal.

Dentro de casa
Apesar do animal estar protegido do sol dentro de casa, ele não consegue fugir do calor excessivo. Dessa forma, algumas dicas precisam ser seguida mesmo se não sair, para que ele se mantenha sempre refrescado.

5. Atenção à comida
Como o verão é uma época em que a desidratação é comum, é bom oferecer alimentos mais úmidos, principalmente se o cão bebe pouca água. Escolha comidas de qualidade e saborosas, de forma que o cão aprecie a refeição e se hidrate simultaneamente. Caso tenha duvidas do que escolher, consulte um veterinário e ele te indicará quais os melhores alimentos.
Outra dica interessante relacionado à comida é mudar o horário das refeições. Habitue o cão a comer ao final do dia, quando a temperatura está mais baixa. Esta mudança irá facilitar e melhorar o processo digestivo, pois realizará sua função de forma mais relaxada.

6. Sempre tenha água fresca à disposição
É imprescindível manter o cão sempre hidratado nesses dias quentes, previnindo problemas de saúde. Dentro de casa o acesso a água é fácil, então mantenha o recipiente do animal sempre cheio e troque o líquido regularmente, para que sempre esteja fresco. Em particular no verão, também verifique se a água está limpa.

Um indício de que o cão esta desidratado é se ele passar muito tempo com a língua para fora, como se estivesse cansado. Preste atenção a esse e outro sinais dado pelo animal.

7. Tose cães com pelos longos ou escuros
Cães de longa pelagem ou na cor escura sofrem mais no calor, pois são mais suscetíveis a ter problemas. A melhor solução é tosar para manter o pelo bem curtinho. Alguns donos podem até não gostar do animalzinho sem pelo, mas é importante para ele resistir ao verão.

8. Ventilador como aliado
O ventilador pode ser um bom amigo nos dias mais quentes. Se o calor estiver difícil de aguentar, ligue o aparelho para refrescar o cão. Ele te agradecerá.

9. Evite alimentos antes das refeições
A digestão é um processo delicado, por isso é importante dar atenção a ela. O perigo de oferecer alimentos antes da refeições é causar uma torção gástica. Se não for tratatoaa tempo e por profissionais, o problema pode ser mortal.

10. Atenção ao sobrepeso
Cachorros acima do peso e obesos costumam sofre mais que o normal no verão, pois tem uma camada de lípidos que os isola do exterior e provoca mais calor. Desta forma, o melhor jeito de previnir esta situação é mantendo o animal no peso ideal. Ofereça alimentação correta e exercícios físicos regularmente.

Seguindo esta dicas, seu cão terá um verão muito agradável. Se sugir qualquer complicação decorrente do calor, não deixe de levar o cão para o veterinário. Ele saberá tratar corretamente e te instruir nos cuidados.

https://www.neonpetshop.com.br/