x
Publicado 09/08/2017 12:12:22

Afinal, vale a pena investir em Bitcoin?

Talvez você já tenha ouvido falar em Bitcoin. Caso não, é uma moeda virtual, e que tem se valorizado muito no mercado. Sabendo disso, já não ficará perdido caso o assunto saia em uma roda de conversa entre amigos. Entretanto, o que importa mesmo é o seguinte: vale a pena entrar nesse negócio?

A resposta, como era de se esperar, é: depende.

Há uma possibilidade de que o Bitcoin, ou alguma outra moeda virtual semelhante, venha a se tornar uma "moeda universal", substituindo o dólar nas transações internacionais. Apesar dessa possibilidade futura, ele ainda é pouco conhecido, e o principal, ainda pouco negociado. Isso o torna muito volátil, fazendo sua cotação variar demais, trazendo insegurança para muitos investidores. Qualquer evento mais relevante joga a cotação lá para o chão, ou catapulta para a estratosfera.

No início de agosto de 2016, um roubo de cerca de R$ 250 milhões de bitcoins de uma casa de câmbio na China fez essa moeda despencar de aproximadamente US$ 650,00 a unidade de Bitcoin, para um valor de US$ 480,00, mas depois se estabilizando novamente em US$ 550,00.

Passado esse período, a criptomoeda, como é chamada, voltou a disparar. Alcançou uma máxima histórica de mais de US$ 1.000,00 no início de 2017, quando o mercado percebeu uma "bolha", uma valorização excessiva, fazendo afundar novamente seu valor. No dia 5 de janeiro de 2017, a moeda chegou a US$ 1.153,00, descendo para US$ 887,47.

Mais uma vez, passado o susto, a moeda voltou a acelerar. Chegou a incríveis US$ 2.500,00 ainda em junho, mas uma grande interrogação ameaçava seu futuro.

Há algum tempo, os principais "mineradores" de Bitcoin, que são os donos dos computadores que ficam validando cada transação pelo mundo, vinham querendo fazer uma alteração no funcionamento da moeda. Uma transação podia levar cerca de 10 minutos para ser validada, ou até bem mais que isso. Com a popularização dessa criptomoeda, uma transação podia levar até mais de 1 hora para ser validada. A alteração desejada era para minimizar esse tempo, e assim tornar mais atrativo o uso da moeda.

Houve um racha entre os mineradores, dividindo o grupo em duas soluções. Não havendo consenso, o maior grupo adotou uma solução, continuando a chamar a moeda de Bitcoin. O grupo menor adotou uma solução diferente, criando uma outra moeda batizada de Bitcoin Cash.

Essa divisão, programada para entrar em funcionamento dia 01/08/2017, estava assustando os investidores. Não se sabia como o mercado reagiria a essa divisão da moeda, e nem como cada uma das soluções minimizaria o problema da demora.

Claro que ainda é cedo, mas pelo valor alcançado uma semana depois, passando de US$ 3.500,00, e se estabilizando depois em mais de US$ 3.400,00, creio que o mercado tenha aprovado a mudança.

Voltemos então ao título desta matéria: afinal, vale a pena investir em Bitcoin? Como já foi respondido, depende. Se você acha que depois dessa mudança a moeda ainda pode valorizar mais, vá em frente, e boa sorte. Agora, se você acha que já valorizou demais e tende a cair, ou se acha que ela é muito volátil e você não aguenta fortes emoções, sugiro que procure algum investimento mais seguro. Que tal uma caderneta de poupança?

Uma coisa posso afirmar... gostaria muito de ter comprado Bitcoins quando ele caiu a US$ 480,00, e ter vendido quando ultrapassou os US$ 3.500,00!

Comentários

Nenhum comentário nesta notícia. Seja o primeiro comentando abaixo!

Comente sobre esta notícia