x
Publicado 18/04/2017 08:02:38

Vereadores denunciam e Defensoria Pública manda vistoriar Raul Sertã

Os vereadores Zezinho e Marcinho apresentaram denúncia sobre situação crítica na cozinha do Raul Sertã

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro determinou que a Vigilância Sanitária - em caráter de urgência - realize vistoria técnica na cozinha do Hospital Municipal Raul Sertã para apurar denúncias feitas pelos vereadores friburguenses Márcio José Alves, o Marcinho do Alto, e José Sebastião Rabello, o Zezinho do Caminhão.

No documento assinado pelo defensor público Marcelo Dias Carletto o órgão de Vigilância Sanitária foi orientada a interditar a cozinha, caso os graves problemas relatados pelos vereadores sejam efetivamente comprovados.

Na denúncia apresentada pessoalmente pelos dois vereadores à Defensoria Pública - acompanhada de ofício e vários registros fotográficos - foi relatado que a cozinha do Hospital Raul Sertã está com goteiras oriundas do andar superior, onde funciona o CTI 2, deixando parte das paredes mofadas. A cozinha está com várias poças e inúmeros azulejos quebrados. Segundo os vereadores, o odor exalado no local é muito forte devido a problemas nas tampas das caixas de gorduras, entre outros problemas estruturais.

Ainda na denúncia protocolada pelos vereadores, a água utilizada para higienização da cozinha e outras utilidades seria oriunda de uma caixa onde supostamente existem fezes de pombos.

A Vigilância Sanitária tem prazo de 48 horas, a partir da notificação da Defensoria Pública, para apresentar relatório técnico.