x
Publicado 17/11/2015 12:32:56

Sleep Lines – o que a posição durante o sono pode causar na sua pele

"Sleep Lines" surgem no rosto e região do colo

“Sleep lines”, ou na tradução literária “linhas do sono”, são linhas ou marcas que se formam na pele, mais comumente no rosto e no colo, devido a posição que ficamos ao dormir.

Quando deitamos de lado ou de barriga para baixo, a face é comprimida contra o travesseiro. Isso faz com que a pele seja “amassada”, especialmente ao redor dos olhos, na bochecha e no colo. Depois de anos dormindo nessa posição, forçando a pele noite após noite, poderá haver a formação das rugas, ou aprofundar as rugas que já existem. Se você dorme sempre do mesmo lado, poderá notar que tem rugas mais salientes no lado que fica comprimido no travesseiro.

Mas será que nem dormir em paz podemos mais?? Pois é…

Em média, as pessoas mudam de posição 20 vezes por noite. E na maior parte do sono, 60% das pessoas ficam de lado, 7% de barriga para baixo e somente 33% dormem de costas.

A posição de dormir com a barriga para baixo é a mais errada, pois além de dificultar a respiração, ocasiona uma rotação exagerada do pescoço e aumenta a curvatura lombar. E é a que causa mais compressão da face no travesseiro, causando grandes distorções da pele.

A melhor maneira para evitar essas rugas é, e sempre vai ser, dormir com as costas para baixo. Se você puder treinar-se para tentar dormir “all night long” nesta posição, você certamente poderá evitar a formação de muitas das rugas do rosto e colo, e ajudar na regeneração das que já existem. É o verdadeiro SONO DA BELEZA!

Recentemente, a atriz Paola Oliveira afirmou que dorme somente de barriga para cima, justamente para evitar essas marcas. Esperta ela, não?!

Mas se você já possui algumas marcas ou rugas, existem formas de amenizá-las. Os famosos cremes anti-rugas podem aumentar a hidratação da pele, e ajudar na regeneração das marcas. Mas eles não fazem efeito se não houver a mudança na posição de dormir.

Também existem travesseiros que apoiam a cabeça e deixam o rosto suspenso, evitando a compressão. E além disso pode-se realizar terapias de estimulação do colágeno, como carboxiterapia, microagulhamento, mesoterapia, peelings, lasers, injeções de ácido hilurônico, microdermoabrasão e até mesmo cirurgia plástica em casos mais avançados.

O negócio é se fazer de Cleópatra, incorporar a múmia e dormir quietinha de barriga para cima, sem amassar o rosto nos travesseiros macios… Difícil né, mas é só uma questão de costume. Vamos tentar???


Galeria de fotos