x
Publicado 20/11/2016 20:51:13

Seis doenças graves que a tristeza excessiva pode causar em você

Quando uma pessoa está triste, logo ouve dos amigos e parentes conselhos para "deixar de bobagem", curtir a vida e levantar o astral. As intenções são as melhores, mas uma tristeza excessiva pode ser sinal de algo muito mais grave e não deve ser ignorada, mas sim analisada e, em muitos casos, medicada. Conheça doenças graves que a tristeza excessiva pode causar em você e entenda cada uma delas:

Depressão
A doença que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), afeta cerca de 13 milhões de pessoas no Brasil, é um distúrbio afetivo caracterizado por tristeza, pessimismo, baixa autoestima, e outros fatores que precisa de acompanhamento médico para que seja tratada com eficiência, já que trata-se de uma doença que possui fundo químico e não apenas emocional. O tratamento da depressão é medicamentoso, com mais de 30 tipos de remédios que devem ser administrados por um especialista. Além disso, a ajuda através de terapia é fundamental para a melhora do paciente.

Síndrome do pânico
Uma crise de pânico típica dura, em média, entre 5 e 30 minutos e é caracterizada por uma série de sintomas, como medo da morte, mãos suadas, tremores nas pernas, boca seca e palpitações. Quem sofre do distúrbio geralmente é sistemático ou perfeccionista. Medicamentos antidepressivos são utilizados para minimizar as crises, mas, realizar terapia com um profissional é fundamental para o tratamento da doença em si.

Agorafobia
É um transtorno de ansiedade comum em quem também sofre de síndrome do pânico e diz respeito ao medo de andar sozinho na rua, dificuldade em frequentar locais cheios de gente e que não apontem de forma clara as portas de saída.

Anorexia e bulimia
Ambos os transtornos acontecem quando a pessoa se olha no espelho e tem uma visão distorcida da própria imagem corporal. Ela se vê acima do peso, o que não condiz com a realidade. Por isso, imagina que deve emagrecer, apostando em dietas radicais, remédios inibidores de apetite e outras medidas ainda mais extremas. No caso da bulimia, muitos pacientes muitas passam a forçar o vômito após comer, o que desencadeia uma série de problemas de saúde e psicológicos. Os sintomas de anorexia e bulimia são parecidos e um problema pode levar ao outro.

Dismorfia corporal
Também conhecida como dismorfobia ou Síndrome da Distorção da Imagem, o transtorno é caracterizado quando a pessoa acredita ter defeitos físicos que não tem. Em alguns casos, os pensamentos chegam a ser delirantes, fazendo com que o paciente crie rituais obsessivos, como se olhar no espelho o tempo todo a procura de supostos defeitos. O problema geralmente começa no fim da adolescência e pode ser tratado através de psicoterapia e, em alguns casos, medicamentoso.