x
Publicado 30/03/2017 09:16:07

PSOL pede afastamento de Picciani e presidente da Alerj tentará explicar escândalo de corrupção

O poderoso Picciani na Polícia Federal: condução coercitiva

O presidente da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani, fará pronunciamento nesta quinta-feira, 30, às 15h, para tentar explicar a condução coercitiva a que foi submetido no dia anterior para prestar depoimento na Polícia Federal, no Rio. Picciani é acusado de suposto envolvimento em escândalo de corrupção - intitulado "Quinto do Ouro" - que também mandou para a prisão cinco conselheiros do TCE (Tribunal de Contas do Estado).

Na Alerj, ainda na quarta-feira, o reflexo político da condução coercitiva de Jorge Picciani (PMDB) foi imediato. Uma das maiores bancadas da Casa, o PSOL - com cinco deputados, entre os quais o friburguense Wanderson Nogueira - pediu o afastamento de Picciani do cargo. O movimento do partido, no entanto, não ganhou coro da maioria dos deputados.

Deputados de diferentes legendas - como PSDB, PDT, PT, PPS e DEM - continuam defendendo o “direito de defesa” do presidente da Casa, o que deve acontecer na tarde desta quinta-feira.