x
Publicado 22/06/2018 11:38:43

PSICOLOGIA: O que podemos aprender com a Copa do Mundo

Que evento tão esperado por muitos! Quanto encantamento há. Várias pessoas assistem com tanta expectativa e alegria. Se pararmos para pensar, podemos aprender com a Copa do Mundo? Sim, porém, dentre muitos aspectos, escolhi um em especial.

Assistindo sobre a vida dos jogadores, a trajetória de cada um, pude notar uma palavra mencionada todo o tempo: VOCAÇÃO. A maioria daqueles atletas teve como histórico uma vida de sacrifício, abdicação, dinheiro escasso. Para alcançar os objetivos e chegar a uma seleção para a Copa do Mundo, tinham somente a vocação como motivação.

Parei para refletir sobre o que temos feito e se temos feito algo em relação à nossa vocação, palavra que quer dizer: disposição natural e espontânea que orienta uma pessoa para a atividade.

Fazemos tantas coisas de qualquer forma, sem nos esmerar, sem ter vontade. Assumimos trabalhos ou compromissos e os executamos de qualquer maneira. Quando isso acontece, nosso corpo não reage de forma satisfatória, pois não estamos respeitando nosso querer, estamos nos “sabotando”. Começam a aparecer sintomas, pois não reagimos de acordo com a nossa mente. Não há equilíbrio. Nosso corpo faz uma ação, mas nossa mente não responde a ela, com isso sentimos ansiedade, depressão, palpitações, insônia, forte tensão, geralmente isso se transforma em hipertensão, gastrite e várias outras patologias, que ficaria aqui listando horas e horas, infelizmente.

Tenhamos cuidados conosco prestando atenção à nossa vocação. Façamos a seguinte pergunta: Para que executamos tarefas, sejam elas quais forem (estudar, trabalhar, constituir família, etc.)?

A obrigação é necessária em alguns momentos, mas é preciso encontrar o sentido da nossa vocação. Quando nossas respostas são verdadeiras, sem que neguemos a realidade, passamos a nos conhecer e encontrar esse sentido. Tendo isso claro em nossa vida, o que era pesado passa a ser suave. Respeitando nosso bem-estar físico e psicológico, certamente, a vida ganha um sentido mais leve. Somos felizes quando nos sentimos realizados.

Priscila Viana
Psicóloga Clínica, Especialização em Hipnose Clínica, Abordagem Transpessoal, MBA em Gestão Estratégica de Pessoa e Avaliação Psicológica, atuando em consultório por 11 anos e pela Polícia Federal.

Tels.: 22 9 98995399 / 25801389 - email: priscila@solucione.psc.br