x
Publicado 12/08/2017 08:18:48

Professores de educação física denunciam colega em Friburgo

CREF1 fiscaliza academia em Friburgo (foto: divulgação)

Um profissional de educação física de Nova Friburgo terá que prestar esclarecimentos ao Tribunal de Ética do Conselho Regional de Esducação Física (CREF1). Segundo o órgão, o referido professor foi denunciado por colegas de profissão por fazer contratação rotineira estágiários para exercer atividades em academia da cidade pertinentes apenas a profissionais formados.

Esta semana, inclusive, o departamento de fiscalização do CREF1 informou ter flagrado uma estagiária atuando com treinamento personalizado em uma academia de Nova Friburgo, sem supervisão de um profissional de educação física, o que caracteriza exercício ilegal da profissão.

O caso foi registrado na 151ª DP e repassado ao Ministério Público Estadual para as providências legais cabíveis. O órgão, entretanto, não divulgou os nomes do professor, estagiário e academia envolvidos na ocorrência.

"Segundo relatos, a estudante havia sido 'contratada' por um profissional da área para ministrar os treinamentos individualizados aos seus alunos, ou seja, enquanto o profissional estava num ambiente com um aluno a estagiária estava com outro aluno dando treinamento personalizado. Denúncias de outros colegas dão conta de que a prática era rotineira por este profissional de Educação Física, que além de lesar seus alunos oferecendo treinamento personalizado por suposta personal que não é profissional de Educação Física, bem como colocando em risco a própria saúde de seus alunos", informou o CREF1 em sua página oficial.

A nota do CREF1 frisou que "o profissional que supostamente contratava os estagiários será chamado ao Tribunal de Ética do CREF1 para prestar esclarecimentos sobre sua conduta, assim como o estabelecimento por permitir a conduta irregular no oferecimento dos seus serviços".

O CREF1 destacou que está promovendo diligências constantes em todas as academias da região para coibir a ação de falsos profissionais, além de verificar se os estabelecimentos estão de acordo com as suas obrigações junto ao conselho.