x
Publicado 17/09/2018 12:07:33

Prefeitura culpa motorista de ambulância por falta de socorro a paciente em distrito turístico

Ambulância da Prefeitura não tinha motorista

Em nota oficial divulgada na manhã desta segunda-feira, 17, a Secretaria Municipal de Saúde de Friburgo - através da Subsecretaria de Comunicação da Prefeitura - repudiou a atitude do motorista da ambulância pela falta de socorro, neste domingo, 16, a um paciente no distrito turístico de São Pedro da Serra. O paciente teve que ser conduzido para o Hospital Raul Sertã em veículo particular, enquanto a ambulância municipal permanecia estacionada no distrito, porque o motorista não foi localizado.

"A Prefeitura de Nova Friburgo, por meio da Secretaria de Saúde, informa que o atendimento móvel, solicitado em São Pedro da Serra no domingo, 16 de setembro, não foi prestado por total falta de comprometimento do motorista da ambulância. Foram feitas diversas tentativas de contato com o profissional, sem sucesso. Para a Secretaria, o motorista, concursado, alegou que estaria formatando o celular no momento das chamadas, por isso, não atendeu", diz trecho da nota oficial.

Ainda na nota oficial, o governo municipal disse que "repudia veementemente a atitude do servidor e informa que vai abrir um procedimento administrativo interno para apurar a conduta dele. Informa também que este profissional não vai mais atuar em Lumiar e São Pedro da Serra, sendo substituído por outro profissional, para que não ocorram novas falhas".

Também na nota, "a Secretaria de Saúde reforça que não poupou esforços para oferecer estrutura de trabalho às equipes da ambulância nos distritos: disponibilizou toda a logística de móveis e utensílios para que tanto motoristas, como enfermeiros, pudessem ter condições de conforto e de trabalho".

A Prefeitura concluiu a nota informando que "o paciente em questão encontra-se internado no HMRS e passa bem. Vale destacar que uma ambulância, que estava no pátio do Raul Sertã, foi ao encontro do paciente e concluiu a remoção até o hospital".