x
Publicado 28/05/2015 12:39:08

UFF de Nova Friburgo entra em greve e Uerj também pode parar

UFF campus Friburgo

A Universidade Federal Fluminense (UFF) de Nova Friburgo, ex-Fonf, está com suas atividades praticamente paralisadas nesta quinta-feira, 28. Professores e técnicos administrativos do campus friburguense aderiram à greve de universidades federais dos estados do Rio de Janeiro, Alagoas, Amapá, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Sergipe e Tocantins. Os servidores em greve reivindicam reajuste salarial, reestruturação da carreira e aumento de investimentos nas federais.

Na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), a paralisação está marcada para esta sexta-feira, 29, e na rural (UFRRJ) uma assembleia será realizada também nesta quinta-feira para definir se as aulas irão continuar.

A data do início da greve havia sido anunciada pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), após decisão tomada no dia 16 de maio. Os professores tentam pressionar o governo federal a ampliar o repasse às universidades federais, apesar do corte de R$ 9,42 bilhões no orcamento do Ministério da Educação.

Em nota oficial, o Ministério da Educação informou nessa quarta-feira que se reuniu com as entidades em busca de diálogo, "mas desde o início elas já informaram ter data marcada para a greve". Por outro lado, a entidade afirmou que a greve foi aprovada no dia 16 de maio como "o último recurso encontrado pelos docentes para pressionar o governo federal a ampliar os investimentos públicos para a educação pública, e dar respostas ao total descaso do Executivo frente à profunda precarização das condições de trabalho e ensino nas Instituições Públicas Federais, muitas das quais já estão impossibilitadas de funcionar por falta de técnicos, docentes e estrutura adequada".