x
Publicado 28/07/2014 13:23:34

Candidatos da terra estimam gastar até R$ 35 milhões na campanha eleitoral

O patrimônio pessoal dos 15 candidatos friburguenses a deputado estadual e federal declarado ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), se somado, é da ordem de R$ 2,3 milhões. Contudo, na estimativa de gasto feita à Justiça Eleitoral, eles poderão usar mais de dez vezes este valor na campanha deste ano: os sete pretendentes ao Congresso Nacional poderão ter uma despesa de R$ 22,8 milhões e os oito postulantes à Assembleia Legislativa informaram que suas campanhas poderão chegar a R$ 13 milhões.
Candidato à reeleição para a Câmara Federal, Glauber Braga (PSB) estimou o gasto de sua candidatura em R$ 2,5 milhões, mesmo valor declarado por Marcelo Verly (PSDB). Christiano Huguenin (SD), com R$ 5 milhões, e Edson Flávio (PEN), com R$ 3 milhões, fizeram esimativas mais altas, enquanto Silêcio Carpi Júnior (PSDC) estimou a despesa de sua campanha em R$ 2 milhões e Júlio do Cavalo (PRP) em R$ 1,8 milhão. Josué Ebenezer estimou o gasto em R$ 6 milhões.
Entre os concorrentes para a Assembleia Legislativa, a estimativa de gastos feita por eles à Justiça Eleitoral é a seguinte: Eduardo Valetim (PHS), R$ 5 milhões; Claúdio Damião (PT), R$ 3 milhões; Wanderson Nogueira (PSB), R$ 1,2 milhão; Paulo Gomes (PRP), R$ 800 mil; Leandro Simão (PSDC), R$1,5 milhão; Ricardo Alves (PV), R$ 1,5 milhão e Luiz Salarini (PSTU), R$ 1,5 milhão. A estimativa de gasto do candidato Marcos Medeiros (PR) não está disponível no site do TSE.