x
Publicado 03/08/2017 12:02:45

Moda íntima: Lei de incentivos garante empresas e empregos

Empresários de Friburgo acompanharam a votação na Alerj

Empresários da moda íntima de Nova Friburgo e região invadiram a Assembleia Legislativa, no Rio, nesta quarta-feira, 2, para acompanhar de perto a votação do projeto que volta a dar autonomia para o Executivo conceder, renovar e ampliar programas de incentivos fiscais para setores produtivos do Estado.

Na sessão, os deputados renovaram da Lei nº 6.331/2012, sobre incentivo fiscal do estado ao setor têxtil, conhecida como Lei da Moda. O incentivo, que vigoraria até o fim de 2018, foi prorrogado por mais 15 anos, passando a valer até dezembro de 2032.

A renovação do incentivo garante competitividade no mercado para os produtos da moda íntima friburguense, garantindo assim a sobrevivência das empresas e a manutenção e ampliação do nível de empregos no setor.

O empresário Carlos Eduardo de Lima, da Suspiro Íntimo, e presidente da representação da Firjan no Centro-Norte Fluminense, destacou a importância da renovação dos incentivos para a moda íntima. Para ele, o setor de moda íntima que mostrou recuperação no primeiro semestre, com tendência de fechar 2017 com números favoráveis, tem condições de continuar crescendo nos próximos anos.