x
Publicado 28/12/2015 11:44:35

Medos e mitos sobre viajar com crianças

Sair com os filhos pequenos em uma viagem pode ser mais fácil do que você imagina!

Apesar de ter muita gente por aí levando os filhos para todos os cantos do mundo, muitos pais e mães ainda têm medo de viajar com crianças e bebês.

Saiba quais são os medos mais frequentes e como podemos driblá-los:

1. Preciso levar coisas demais!

É fato: viajar com crianças é sinônimo de bagagem grande. Mas não precisa ser assim tão grande se você se organizar e praticar o desapego. Na hora de fazer as malas, leve peças fáceis de lavar (e secar), que combinem entre si e façam sobreposições. Aquele vestidinho lindo que sua filha acabou de ganhar? Deixe para uma festinha. Leve na bagagem roupas básicas e práticas. Dois sapatos são mais do que suficientes (opte por aqueles que podem molhar). Não há a mínima necessidade de levar todos os brinquedos que seu filho gosta. Aproveite a viagem para inovar nas brincadeiras e exercitar a criatividade. Escolha lugares com estrutura de berço e banheira e não tenha medo de improvisar com uma bacia para o banho ou um colchão no chão. As crianças vão sobreviver e você só precisa relaxar!

2. E se as crianças ficarem doentes?

Visitar o pediatra antes da viagem e pedir para ele indicar uma farmacinha básica ajuda a conter a sua ansiedade. Mas não se esqueça que, onde quer que você vá, existem crianças – e pediatras. Se for para fora do Brasil, faça um bom seguro saúde.

3. Será que elas vão gostar da comida?

Uma viagem é sempre uma oportunidade de apresentar alimentos novos para as crianças. De qualquer forma, você pode levar papinhas (se seu filho estiver acostumado) e apelar para os tradicionais menus kids. Na primeira vez que fui com a minha filha para a Bahia (ela tinha 1 ano), levei uma papinha para cada refeição. Sabe o que ela mais gostou durante toda a viagem? Lagosta!

4. Mas tem coisas pra fazer com as crianças por lá?

Toda a cidade grande tem atrações para as crianças. E olha que elas nem costumam ser tão exigentes assim: um bom parquinho e grama para correr já fazem a alegria da criançada. As praias, resorts, hotéis-fazenda costumam ser um prato cheio para a diversão infantil: fazer castelos na areia, brincar na água, jogar bola e aproveitar a recreação são apenas algumas das opções. Pesquise antes de viajar e leve algumas distrações para momentos em que elas precisarão ficar mais quietinhas, como em um restaurante, por exemplo. Brinquedos em miniatura (bonequinhas, carrinhos), giz de cera e papel sempre ajudam bastante.

5. Mas e a rotina?

Mesmo em viagens é possível estabelecer uma rotina. Acordar, dormir, tomar banho e fazer as refeições nos mesmos horários todos os dias ajudam as crianças a se adaptar à nova rotina mais rápido. Viajar com filhos exige mais planejamento e organização.

6. E se elas cansarem?

Leve (ou compre no destino) um carrinho guarda-chuva, leve canguru, sling ou qualquer outro acessório que possa ajudar nos deslocamentos. Talvez você precise gastar um pouco mais em táxi ou fazer trajetos mais curtos, mas faz parte do pacote “viajar com filhos”.

Fonte: http://disneybabble.uol.com.br/ Por Por Patricia Papp e Fernanda Avila