x
Publicado 07/01/2016 16:00:45

Internet para crianças: defina regras para usar o computador

A internet pode estimular as crianças, mas é preciso colocar limites

Limitar a quantidade de tempo que seus filhos gastam no computador pode ser um desafio, mas não precisa ser um drama. Considere estabelecer algumas estratégias básicas para rastrear e limitar o tempo da internet para crianças.

Quanto tempo as crianças passam no computador

Um levantamento realizado pelo site britânico Netmums.com mostrou que os pais raramente têm ideia de quanto tempo seus filhos passam navegando na internet e dos efeitos que isso acarreta.

Os dados coletados mostram que 75% dos pais acreditam que suas crianças passam menos de uma hora por dia online, enquanto as próprias admitem ficar conectadas por aproximadamente duas horas diárias. Além disso, quase 66% das crianças mencionou ter vivido uma experiência negativa na web, mas apenas 22% dos pais mostram ter percebido.

É preciso levar em conta os perigos a que os pequenos ficam expostos, como é o caso dos conteúdos inapropriados. Além disso, os jogos disponíveis têm se tornado cada vez mais violentos. Para que isso não aconteça, a dica é ajudar a escolher as opções de acesso de acordo com a faixa etária e as características do seu filho.

Como limitar o uso da internet para crianças

Em resumo, não é preciso proibir a internet para crianças, mas é preciso aprender a limitar o uso e direcioná-lo. O primeiro passo para isso é conversar mais sobre o assunto. Confira algumas dicas que podem ser úteis:

Fale com as crianças sobre os riscos
É importante que elas tenham um bom entendimento sobre os riscos na internet. As crianças que entendem são menos propensas a tentar quebrar as regras. Além disso, discuta potenciais perigos de adultos com más intenções online. Combinem como vocês podem trabalhar juntos para reduzir esses perigos.

Incentive outras atividades
As crianças de hoje em dia estão tão acostumadas a usar a tecnologia que muitas vezes se esquecem o que são capazes de fazer quando desconectadas. Incentive seus filhos a realizar outras atividades e desenvolver interesses fora dos jogos de videogame e mídias sociais.

Use o tempo na internet como um privilégio
Ficar no computador deve ser um privilégio e não um direito. Depois de definir um limite na quantidade de tempo que é permitida, não deixe que as crianças ganhem tempo extra como recompensa.