x
Publicado 18/06/2016 11:37:33

Guia de posse responsável e bem estar animal

Os animais de estimação são considerados como membros da família por muitos que os adotam e cria-se uma relação de amor,  carinho e cuidado. No entanto, existem muitos donos de bichinhos que simplesmente os abandonam nas ruas por motivos banais  e inaceitáveis como, por exemplo, por sujarem a casa, destruírem objetos, fugirem para a rua, serem desobedientes ou  agressivos.

Os animais podem também acabar nas ruas porque fugiram de suas casas ou mesmo porque os donos os deixaram sair para passear sozinhos e eles acabaram se perdendo.

Há também quem abandone o seu animal de estimação por ter que mudar de casa para apartamento, por se divorciar, mudar para outra cidade ou por falta de tempo ou dinheiro.

O abandono de animal é crime previsto pela Lei Federal nº 9605/98, mas ainda assim esta prática é muito comum – e injustificável. 

Adote um animal abandonado

Atualmente existe nas ruas uma enorme quantidade de animais abandonados que procuram e esperam por alguém que os acolha.  Ao retirar das ruas um animal abandonado, você está salvando uma vida e ajudando a modificar esse cenário.

A posse responsável

Algumas pessoas acabam adotando um animalzinho por impulso, sem levar em consideração alguns fatores extremamente importantes. Antes de resolver ter a companhia de um cão, gato ou qualquer outro animal doméstico, é necessário estar atento às seguintes informações:

Características do animal:
- Tamanho quando adulto (no caso de adquirir um filhote) para adequação do espaço físico;
- Características comportamentais: ativos, tensos, calmos, carentes, brincalhões;

Custos de vacinação e tratamentos de saúde em casos de doenças.
Os animais podem ser vítimas de doenças de fácil tratamento ou doenças graves, que podem ter um custo alto de tratamento e maior tempo de recuperação do animal, exigindo disponibilidade, paciência e carinho por parte do dono.
- Tempo disponível para interagir com o animal, brincar e dar atenção;
- Custo mensal com alimentação, banhos, produtos de higiene e medicamentos;
- Tempo de vida do bichinho: cães e gatos podem viver mais de 15 anos, portanto, deve-se ter em mente que ele precisará de toda atenção, carinho e cuidados durante muitos anos.
- Todos na família devem estar de acordo com a adoção de um animalzinho de estimação.

Divergências entre os familiares podem causar uma situação muito estressante tanto para humanos como para os animais;

A partir do momento em que é tomada a decisão de inserir mais um membro à família, algumas regras importantes de posse responsável devem ser observadas:

Cuidados básicos de higiene e alimentação:

- Informe -se com o veterinário qual a melhor ração para alimentar seu amiguinho. Mantenha a vasilha decomida limpa, em lugar secoe protegida do sol.
- Em um local arejado e com sombra, deixe sempre disponível uma vasilha com água. Troque a água diariamente e mantenha a vasilha sempre limpa, lavando - a com água e sabão.
- Dê banhos regulares em seu animal de estimação.Verifique com o veterinário responsável qual o intervalo necessário entre os banhos para que ele fique sempre limpo. As escovações também são necessárias, principalmente em animais de pelo longo, para que não formem bolos de nó, o que pode causar desconforto e até doenças de pele. 

Acomodação:
Mantenha o animal sempre em um local protegido da chuva, sol, frio e correntes de vento. Principalmente para às noite e os dias frios, deixe di ponível para o bichinho se aquecer um cobertor, pano ou tapete. Se preferir ter uma casinha, verifique o tamanho adequado para que ele possa se acomodar confortavelmente. 

Segurança:
Nunca deixe produtos de limpeza, materiais tóxicos, remédios e outros produtos perigosos ao alcance de seu animal. A ingestão de substâncias tóxicas pode custar-lhe a vida. 

Passeios:
Cães adoram sair para passear, mas devem sempre ser levados com coleira e guiados por um responsável. Nunca saia na rua com seu cão sem coleira. Leve um saquinho para que você possa recolher os dejetos, mantendo sua cidade limpa. Se você mora em apartamento, programe sua rotina diária de maneira que ele possa sair alguns minutos pelo menos três vezes por dia. 

Identificação:
Mantenha uma coleira em seu animal de estimação com uma plaquinha de identificação com seu telefone. Se, acidentalmente, ele se perder, há maiores chances de você acha-lo.

Esquema de Vacinação


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em hipótese alguma medique o seu animal por conta própria. Medicação sem orientação de um veterinário pode ocasionar ao animal vários problemas de saúde. Em caso de qualquer alteração de comportamento, leve-o ao veterinário de sua confiança.

Hoje também é possível que o seu animal seja beneficiado pela utilização de terapias alternativas. Existem inúmeros veterinários que trabalham com homeopatia, acupuntura e florais, obtendo excelentes resultados no tratamento de enfermidades e problemas comportamentais.


Baixe o Guia de posse responsável e bem estar animal completo no site da Neon Pet Shop