x
Publicado 10/01/2017 09:48:49

Friburguense é destaque em organização criada por Barack Obama

A friburguense Iluska Vieira foi uma das 250 jovens selecionadas pela instituição de Obama

Lançada pelo presidente Barack Obama, a Young Leaders of the Americas Initiative (iniciativa para jovens líderes das Américas) escolheu 250 jovens da América Latina e Caribe que desenvolveram propostas inovadoras para problemas sociais.

A Young Leaders of the Americas Initiative é uma organização, por exemplo, que ajuda a encontrar abrigos para moradores de rua, um aplicativo que permite a pequenos criadores monitorar seus rebanhos, um projeto que leva aulas sobre a Constituição a escolas públicas, entre outras. As iniciativas são gerenciadas por brasileiros selecionados por um programa do governo dos Estados Unidos que incentiva a inovação.

Custeados pelo governo americano, os jovens viajaram para os Estados Unidos em outubro para conferências e fizeram um estágio de um mês em organizações que atuam nas suas áreas. O programa termina em 2017, quando os anfitriões visitarão os jovens selecionados em seus países.

Nascida em Nova Friburgo há 30 anos e atualmente morando no Rio de Janeiro, Iluska Vieira faz parte deste grupo seleto que participa da Young Leaders of the Americas Initiative.

Iluska fundou em 2015 a Pranah, que auxilia alunos do ensino médio a escolher sua profissão. Ela diz que não se trata de uma orientação vocacional tradicional, mas de um trabalho mais aprofundado, baseado na análise das competências e fraquezas de cada estudante.

"Dizemos como ele pode aprender melhor, se deve fazer grupos de estudo, se deve conversar com o professor, em quais áreas profissionais terá mais facilidade e em quais precisa se desenvolver", afirma Iluska, que se formou em comunicação e marketing e antes trabalhava com recursos humanos.

Iluska Vieira atende alunos de escolas privadas, que pagam pelos serviços, e de escolas públicas, em parceria com fundações.

Numa das iniciativas, financiada pela Brazil Foundation, Iluska passou um semestre numa escola pública em Barra Mansa (RJ). No período, levantou informações sobre os tipos de trabalho, faculdades e cursos técnicos disponíveis na região e orientou os alunos sobre como escrever currículos e se portar em entrevistas.

Ela diz que, em seis meses de trabalho, os alunos tiveram melhora de 20% numa avaliação de cinco competências. Iluska busca agora automatizar parte do serviço para que mesmo alunos de escolas que não participem da parceria possam acessá-lo, além de formar professores para que disseminem o projeto.