x
Publicado 28/04/2017 11:52:00

Friburgo: Sem asfalto, Prefeitura adia operação tapa-buracos

Usina de asfalto da Chácara do Paraíso

A promessa do prefeito Renato Bravo (PP) em realizar uma grande operação tapa-buracos nas ruas e avenidas de Nova Friburgo em maio, mês que o município completará 199 anos, terá que ser adiada sine die. Isto porque, a licitação para a compra de emulsão asfáltica catiônica para a usina de asfalto foi suspensa, por tempo indeterminado, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A licitação estava prevista para acontecer nesta sexta-feira, 28 de abril (pregão presencial 26/2017), e previa a compra de R$ 1.245.180,00 do produto, imprescindível para fazer a massa asfáltica.

O TCE determinou o adiamento até que a Prefeitura cumpra uma série de exigências, entre elas, a “revisão dos valores constantes da planilha orçamentária” e retitifação no edital sobre o prazo do futuro contrato, que seria originado após a licitação.

Um ofício comunicando o adiamento e com o detalhes das exigências foi expedido pelo órgão fiscalizador ao Município, que, por sua vez, publicou o adiamento do certame no seu Portal da Transparência.

Após as sanar todos os apontamentos do Tribunal, o novo edital deve ser analisado pela Corte para que a compra seja liberada e a licitação possa ocorrer.