x
Publicado 09/08/2017 16:18:49

Friburgo recebe seminário gratuito de Produção Orgânica

No dia 14 de agosto (segunda-feira), às 14h, o Escritório Regional Serrana I do Sebrae/RJ estará realizando gratuitamente para produtores de orgânicos e demais agricultores da região o “Seminário Produção Orgânica: Do Campo ao Mercado”, cujo objetivo é promover o projeto: “Economia Ecológica e Sustentável das Regiões de Mata Atlântica do RJ” além de fomentar as ações das atividades referentes ao cultivo de orgânicos em razão dos benefícios que essa atividade pode gerar não só para o mercado consumidor, mas também para quem produz e para o meio ambiente.

O evento, que será realizado no auditório da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf – Avenida Alberto Braune nº 11 - Centro), já está com as inscrições abertas e o número de vagas é limitado.

No seminário está previsto um debate com considerações sobre o cenário nacional do mercado de orgânicos, uma palestra sobre produção orgânica de morangos, além da apresentação de uma cartilha do Sebrae/RJ sobre o setor.
Para quem quiser obter mais informações ou realizar inscrições, pode ligar para 0800-570-0800.

Projeto Economia Ecológica e Sustentável

O projeto “Economia Ecológica e Sustentável das Regiões de Mata Atlântica do RJ” visa promover o aumento da competitividade dos Pequenos Negócios Rurais nas Regiões de Mata Atlântica do Estado do Rio de Janeiro, por meio da ampliação do uso de soluções de base ecológica e temas associados à Bioeconomia, Economia Ecológica e Sustentabilidade, aplicados aos métodos produtivos, garantindo desta forma uma produção com maior valor agregado e diferenciais de mercado.
Neste sentido, o público-alvo desse projeto são os Pequenos Negócios do campo, ou seja, produtores rurais da agricultura familiar e Micro empresas, incluindo estabelecimentos do varejo, empresas especializadas em produtos naturais e mercados.
A intenção é também estabelecer relações com os produtores rurais, seja na distribuição de produção, ou na comercialização de produtos in natura, ou processados.

Como foco estratégico, o projeto destaca:
- ampliar o mercado de base ecológica;
- difundir boas práticas sustentáveis e modelo de negócios;
- fortalecimento da governança com parceiros estratégicos;
- compras públicas;
- sustentabilidade;
- agrofloresta;
- agroecologia e produção orgânica;
- agroextrativismo.