x
Publicado 11/05/2017 19:49:58

Friburgo: Homem é preso por dar socos e marteladas na mulher

A Polícia Militar prendeu um homem de 27 anos em flagrante após dar vários socos e marteladas em mulher, de 28 anos. O fato ocorreu em Nova Friburgo na terça-feira, 9, e foi divulgado nesta quinta-feira, 11, pelo 11º BPM.

O crime ocorreu após discussão na residência do casal no bairro Ponte da Saudade. A Polícia Militar foi acionada e o acusado foi conduzido para a Delegacia Especializada no atendimento à Mulher (Deam), onde ficou preso. Ele foi transferido para uma penitenciária no Rio de Janeiro e, segundo a Polícia, vai responder pelo crime de lesão corporal, podendo pegar até três anos de prisão.

A delegada Danielle de Barros disse que a vítima foi até a Deam na tarde de terça dizendo que estava sofrendo ameaças do marido e pedindo a medida protetiva. Porém, o documento pode levar até 48 horas antes de ser encaminhada para o Juizado de Violência Doméstica e Familiar, que avalia o caso.
“Nós a orientamos a não abrir a porta de casa para ele e a avisá-lo que tinha procurado a delegacia”, disse Danielle.

Porém, segundo o relato que a vítima deu à Polícia, na noite de terça-feira o homem esteve em casa e disse que só entraria para pegar as roupas e iria embora. A mulher deixou que ele entrasse e começou a discussão do casal.

“Ele começou a agredi-la dando socos no rosto e marteladas nas pernas. Os vizinhos acionaram a PM que conseguiu deter o homem e o levou para a delegacia. A vítima foi socorrida e levada para o Hospital Raul Sertã, onde foi atendida e liberada”, disse a Polícia.

A Polícia informou que o casal morava junto há dois anos e que a mulher tem dois filhos de 2 e 6 anos de outro relacionamento e um bebê de seis meses, filho do atual companheiro.
Segundo a delegada, o homem também responde a um inquérito por furto. Atualmente, o suspeito trabalhava em uma loja de material de construção.

No ano passado, a mulher já tinha ido até a Deam para denunciar uma agressão do marido, mas segundo a Polícia, na época ela não quis fazer o exame de corpo de delito e voltou a morar com ele.

Fonte: Site G1