x
Publicado 16/02/2017 08:04:07

Friburgo: 10 empresários vão arcar com custo da estrutura do Carnaval estimado em R$ 1 milhão

Jairo Wermelinger (e) e Olney Botelho (d) vão participar da ajuda financeira para realizar primeiro carnaval do governo Renato Bravo

Um grupo de cerca de 10 empresários friburguenses atendeu a um apelo do governo municipal e será responsável pelos custos da infra-estrutura do Carnaval de Nova Friburgo, estimado em R$ 1 milhão.

Entre os empresários que irão ajudar bancar a principal festa popular estão Jairo Wermelinger, da Wermar, e Olney Botelho, da Superpão - chamados de "ministro sem pasta" e principais avalistas políticos do governo Renato Bravo. Os nomes das demais empresas que irão colaborar para a viabilização do Carnaval ainda não foram oficialmente divulgados.

A infra-estrutura do Carnaval engloba, por exemplo, os custos com arquibancadas, banheiros químicos, som, iluminação, entre outros.

"O governo municipal destaca ainda que o carnaval 2017 será mais enxuto, ajustando-se à realidade financeira da cidade, com uma programação que pretende valorizar e prestigiar artistas e bandas locais, DJs e blocos de embalo, que se apresentarão na Avenida Alberto Braune e na Praça Dermeval Barbosa Moreira", informou a Prefeitura.

Com recursos escassos, o governo municipal está arcando com as subvenções para as quatro escolas de samba e quatro blocos de enredo que confirmaram presença nos desfiles oficiais. O pagamento começou a ser efetivado esta semana.

"Conforme já anunciado anteriormente, as escolas de samba receberam R$ 28.887,59, referente à primeira de duas parcelas da subvenção. Já os blocos de enredo e a Liesbenf receberam em cota única, sem parcelamento. Foram repassados aos blocos de enredo R$ 28.887,59, enquanto a Liesbenf recebeu R$ 105.000,00", acrescentou o governo.