x
Publicado 27/12/2014 10:23:33

Feirantes são orientados a deixar praça Getúlio Vargas em caso de chuva e ventos

Os eucaliptos centenários preocupam feirantes e frequentadores da praça

A Secretaria Municipal de Defesa Civil notificou os proprietários das barracas da Praça Getúlio Vargas, no centro de Nova Friburgo, a deixarem o local imediatamente em caso de chuvas e ventos fortes - comuns no período de verão. A orientação visa garantir a integridade física dos feirantes em relação à queda de galhos dos eucaliptos centenários.

Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN), a Praça Getúlio Vargas é considerada de alto risco para os frequentadores e transeuntes, principalmente neste período de chuvas e ventos fortes. E não é de hoje os incidentes no local, com a queda de galhos e até mesmo de eucaliptos centenários.

O órgão histórico, entretanto, continua ignorando o recente estudo técnico elaborado por especialistas da Universidade Estácio de Sá que recomenda o corte e a substituição de, pelo menos, 90 eucaliptos centenários. A Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e a Prefeitura continuam de mãos atadas, sem a reposta do Iphan.

Até hoje o Iphan não respondeu ao ofício encaminhado pela Prefeitura, datado de 21 de outubro de 2014. O documento endereçado ao chefe do escritório técnico II do Iphan – sediado em Petrópolis – cita o período de chuvas na cidade, o que agrava o risco de eventuais acidentes relacionados com a queda de galhos e de alguns dos centenários eucaliptos que adornam a Praça Getúlio Vargas. O ofício é acompanhado pelo laudo dos especialistas.

Em entrevista a uma emissora local, o prefeito Rogério Cabral disse que aguardará apenas o início do ano e que, se até lá não houver uma resposta do Iphan, adotará medidas legais para fazer o corte de galhos e árvores que colocam a população em risco.