x
Publicado 30/10/2016 21:41:18

Emagreça pulando corda - treino completo para começar

Você  que pular corda emagrece e que esse exercício pode ser uma ótima opção para ganhar condicionamento físico e até tornear as pernas de um jeito mais barato e menos trabalhoso – sem precisar sair de casa e nem gastar horrores com academia ou outros esportes. Mas se você não sabe bem como começar a pular, nós resolvemos te dar uma forcinha e, para isso, separamos algumas dicas valiosas e um treino específico para quem quer começar ou mesmo para quem já se arrisca nos pulinhos e quer avançar na modalidade.

Dicas para pular corda
Por ser brincadeira de criança, pular corda muitas vezes pode parecer simples, mas requer cuidado ao praticar. Durante a atividade, os músculos são contraídos com muita intensidade e isso obriga o coração a trabalhar mais (por isso melhora o condicionamento e emagrece). Para que um treino com corda para emagrecer seja saudável, é essencial estar na postura correta ao realizar os movimentos: sempre o corpo reto, olhando para frente, e aterrissando nas pontas dos pés, com os joelhos dobrados.

O equipamento certo também faz toda a diferença. A corda mais indicada é aquela feita de plástico, com rolamentos. E o comprimento também merece atenção: se você mede até 1,50 m, a corda deve ter 2,45 m. Quem tem de 1,50 m a 1,80 m a corda deve ser de 2,65 m. Já para as pessoas acima de 1,80 m, a corda certa deverá ter 2,85 m.

Durante a atividade, usar roupas confortáveis e que não apertem seu corpo é essencial. Tênis que possua amortecedores de impacto evita lesões nas articulações. O piso certo para pular é em uma superfície mais macia, como carpete ou grama – caso não haja essa possibilidade, usar um tapete típico para exercícios embaixo dos pés pode ser opção.

Treino com corda
Se você quer começar a pular agora, o preparador físico Allan Menache, da Pretorian Hard Sports e treinador do campeão Mundial de surf Gabriel Medina, indica um passo a passo para pular corda desde o primeiro dia até você se tornar uma expert na prática. Confira!

Para iniciantes
Se você nunca tentou levar a sério os pulos na corda, o jeito certo de começar a praticar é fugir daquela forma tradicional de pular. Ou seja, você não vai passar a corda por debaixo dos pés. O especialista ensina que, em um primeiro momento, você vai precisar segurar ambas as pontas da corda em uma só mão, de um lado só do corpo, enquanto pula. Só depois de ganhar ritmo e tiver mais intimidade com a corda, deverá pular à moda tradicional, seguindo uma sequencia ensinada pelo professor.

Como fazer
Passo 1: Segurando ambas as pontas da corda com a mesma mão, iniciar o movimento rotacional com intuito apenas de bater a corda no chão ao mesmo tempo em que executa os saltitos, sem passar a corda por debaixo dos pés, apenas buscando coordenar o ritmo dos movimentos de rotação de punho e salto.

Passo 2: Assim que sentir que a coordenação motora total foi alcançada, usar o método intervalado, pulando 30 segundos em nível leve (com velocidade baixa), seguidos de outros 30 segundos moderados (aumentando um pouco o ritmo) e mais 30 segundos fortes (girando em velocidade rápida). Depois disso, descansar por 1 minuto e começar outra vez, até completar 10 minutos de treino.

Treino intermediário
Inicie os primeiros 30 segundos no nível moderado, seguidos de 30s fortes e retomando ao nível moderado nos últimos 30s. Após realizar a série, descansar por 40s e começar outra vez, até completar 20 minutos.

Avançado
Utilize o método intervalado durante os saltos e alterne pulos com pés unidos e com pés alternados. Inicie todas as séries já no nível forte. Salte 30s e descanse também 30s. Comece outra vez e repita até ser totalizado 30 minutos de exercício.