x
Publicado 06/02/2017 10:01:59

Duas Barras, Sumidouro e Trajano estão na lista de 10 cidades com menor número de roubos

Por Jornal Extra

O ano de 2016 não foi nada bom para o Rio no quesito segurança. O estado atingiu, entre outras estatísticas negativas, o maior número de roubos de veículo, a pedestre e de carga do último quarto de século, como mostraram dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) divulgados esta semana. O levantamento também apontou que o total de homicídios dolosos aumentou quase 20% na comparação com 2015, retrocedendo a patamares de 2009, no início do projeto das UPPs.

Nem tudo é violência em território fluminense, porém. Em algumas cidades do interior, os índices de criminalidade beiram a zero, dignos de qualquer capital nórdica. Por exemplo: em um recanto a menos de cem quilômetros do município do Rio, a apenas uma hora e meia da grande metrópole, um único roubo foi registrado ao longo de todo ano.

Na lista das 10 cidades, três estão no Centro-Norte Fluminense: Duas Barras, Sumidouro e Trajano de Moraes.

Veja, abaixo, quais são as dez cidades que registraram menos roubos no estado do Rio em 2016:

- Duas Barras: Sete roubos

Terra-natal do sambista Martinho da Vila, que ganhou até uma estátua em sua homenagem, Duas Barras fica na Região Serrana, próximo da bem mais conhecida Nova Friburgo. O município tem pouco mais de 11 mil habitantes. É conhecida também como a terra onde é servido um bom bacalhau.

- Cambuci: Cinco roubos

Cambuci está no Noroeste Fluminense, às margens do Rio Paraíba do Sul. São aproximadamente 15 mil moradores.

- Miracema: Cinco roubos

Embora não faça fronteira com Cambuci, o município também fica no Noroeste do estado - ambas as cidades têm como vizinha Itaperuna, por exemplo, maior cidade da região. Cerca de 27 mil pessoas vivem em Miracema, a maior população dessa lista.

- Porciúncula: Cinco roubos

Geograficamente, trata-se de outro representante do Noroeste Fluminense. Porciúncula, porém, é também o município situado mais ao Norte do estado do Rio. A cidade tem pouco mais de 18 mil moradores.

- Trajano de Moraes: Cinco roubos

Segundo representante na lista da Região Serrana, a cidade tem cachoeiras caudalosas e mata abundante. São cerca de 10.800 moradores.

- Laje do Muriaé: Quatro roubos

Só dá o Noroeste: Laje do Muriaé faz divisa com Miracema, que registrou apenas um roubo a mais no ano. É o município de menor população entre os mais seguros do estado: aproximadamente 7.500.

- Rio das Flores: Quatro roubos

A cidade fica já na fronteira com Minas Gerais, no Sul Fluminense. A Igreja Matriz de Santa Tereza D'Ávila, no Centro do município, é famosa por ter sido o local do batizado de Santos Dumont. Cerca de 8.500 pessoas vivem na cidade.

- Sumidouro: Quatro roubos

Também próxima de Nova Friburgo, na Região Serrana, Sumidouro é palco da cascata Conde D'eu, tida como a maior do estado, com 127 metros de queda. São aproximadamente 15 mil

- Natividade: Três roubos

Quinto representante do Noroeste Fluminense na lista, Natividade fica logo abaixo de Porciúncula. Assim como as cidades vizinhas, tem história e cultura ligadas ao cultivo de café e conta com cerca de 15 mil moradores.

- Engenheiro Paulo de Frontin: Um roubo

Não fosse o único caso de roubo, ocorrido em agosto, a cidade passaria incólume no quesito violência em 2016. Curiosamente, é o município mais próximo da capital, a menos de cem quilômetros. Ao lado, por exemplo, está Paracambi, já considerada Baixada Fluminense. São pouco mais de 13 mil habitantes.