x
Publicado 22/08/2016 07:55:00

Delegado nascido em Friburgo é destaque como maratonista

Delegado O friburguense Fábio barucke: delegado-titular da Divisão de Homicídios em Niterói

No embalo das Olimpíadas Rio-2016, o jornal Extra publicou ampla matéria neste domingo, 21, sobre integrantes das forças policiais que também se dedicam ao esporte. O destaque da reportagem foi um friburguense, atualmente radficado em Niterói: o delegado Fábio Barucke, titular da Divisão de Homicídios do município.

Leia a reportagem:

Na maior parte do seu tempo, Fábio Barucke, de 43 anos, corre atrás de criminosos suspeitos de assassinatos. Mas nas horas que deveriam ser de descanso, o delegado-titular da Divisão de Homicídios de Niterói corre atrás de superar os seus próprios limites como maratonista. O dom para viver entre o esporte e o trabalho policial parece ser uma regra para os agentes que atuam na delegacia especializada. Além de Fábio, a unidade tem em seu quadro um piloto de kart, uma fisiculturista e até um praticante de crossfit.

Natural de Nova Friburgo, Barucke mora em Niterói há 25 anos e está há 15 na Polícia Civil. Segundo ele, o gosto pelo esporte é herança do pai, juiz de Direito.

— Cresci vendo meu pai praticando corrida diariamente. Acredito que tenha sido sua influência, mas durante a juventude gostava de jogar futebol e resolvi mudar para corrida por achar o futebol muito lesivo — conta o delegado: — A mudança mesmo aconteceu quando ingressei, há cinco anos, na equipe CE+3, do professor Carlos Eugênio. Desde então, venho fazendo uma maratona por ano e me apaixonei pelo esporte, que hoje faz parte da minha vida, trazendo equilíbrio, foco e estimulando minha concentração.

No currículo de esportista do chefe da DH, há maratonas importantes como a de Nova York, em 2013, de Buenos Aires, em 2014, e outras duas no Rio de Janeiro.

— No dia 31, disputei a Asic City Marathon, em São Paulo, e fiz os 42 km em 3h44m. Agora, estou me preparando para as próximas competições. Esse ano, corro a Meia Maratona Internacional do Rio, em 16 de outubro. Também já me inscrevi para a Maratona do Rio, em junho do ano que vem, e pretendo participar da Maratona de Berlim, que está marcada para setembro de 2017.

Segundo Fábio, o esporte passou a ser uma filosofia de vida para ele e até o local das férias é escolhido de acordo com o calendário da maratona que deseja participar:

— Eu, a minha mulher e minha filha curtimos muito correr. Mas até na DH incentivo os policiais a se cuidarem. Também implementei um projeto de jiu-jitsu para a população carente. Duas vezes por semana, o professor e faixa preta na modalidade, Luiz Paulo, que também é policial, dá aula para a criançada.