x
Publicado 26/08/2016 11:08:44

Constelação familiar: entenda o método terapêutico

Cada pessoa pertence a uma constelação familiar que se estende ao longo de várias gerações. Quando esse sistema é equilibrado, os indivíduos podem receber o fluxo de geração de amor daqueles que vieram antes. Em contrapartida, o desequilíbrio pode enviar energias inconscientes capazes de afetar relacionamentos atuais, emoções e comportamento.

O que é constelação familiar?

Trata-se de um método terapêutico criado pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger. Constelações familiares são um tipo de constelação sistêmica, que nada mais é que uma forma de terapia de grupo.

De acordo com Hellinger, sistemas familiares são compostos de energia que conecta os membros de um grupo. Esse tipo de terapia é capaz de ajudar em casos de perda prematura de um dos pais ou filhos, desrespeito ou exclusão de um membro da família, ligação interrompida entre pai e filho e adoções.

Também entram na lista doenças graves de um membro da família, sentimentos não resolvidos para com ex parceiros, experiências de guerra ou segredos familiares. O impacto residual profundo desses acontecimentos difíceis pode ser sentido gerações mais tarde, mesmo quando o membro da família em particular é esquecido ou já falecido.

Os problemas não solucionados são repassados por um mecanismo de equilíbrio (a alma da família) a um membro inocente e ignorante de uma futura geração, muitas vezes um filho ou neto.

Essas dificuldades aparecem de várias maneiras, como através de solidão, depressão, álcool, dependência de drogas, suicídio, doença mental ou física, acidentes recorrentes, padrões familiares constritivos e recorrentes, dificuldades de relacionamento com pais, companheiro ou filhos, e incapacidade de atingir o verdadeiro potencial.

O trabalho da constelação familiar é revelar esses padrões inconscientes. Logo depois, tentar encontrar uma nova solução. Ou seja, é uma oportunidade de realinhar as relações, permitindo que as forças de cura fluam livremente.

Como funciona uma sessão de grupo na prática

Primeiramente, é fundamental reunir tanta informação quanto possível sobre acontecimentos importantes da família. Entram aqui origem de pais, tios, avós, bisavós e casais anteriores de pais e avós. Eventos significativos podem incluir mortes antes dos 30 anos de idade, abuso sexual, vícios e fraudes de herança.

É crucial considerar eventos e membros da família que foram excluídos, como as famosas ovelhas negras, abortos ou segredos importantes. Depois de toda essa verificação, escolha um assunto em que você deseja trabalhar – e que pode ser o motivo pelo qual o problema se repete em sua vida.

O participante irá selecionar um representante para si e um representante para cada um dos membros do problema. A promessa é de que, com o movimento energético de pensamentos e sentimentos, a energia começará a fluir e as condições necessárias para resolver o problema vão surgir como que por magia.

A chave para o processo de trabalho é que todos os participantes aceitem que a energia flui e que esse movimento lança luz sobre a dinâmica que causa sofrimento e também para as circunstâncias apropriadas que podem resolvê-lo. Tudo isso acontece de forma simultânea e muito rápida.

Se você se interessou em saber mais sobre este tipo de terapia, ou deseja participar de algum encontro de Constelação Sistêmica em nossa cidade, acesse o site www.cosntelacaofamiliarnovafriburgo.com e esclareça suas dúvidas