x
Publicado 24/11/2016 11:24:54

Casamento de pessoas do mesmo sexo aumentou 15,7% em 2015

O brasileiro está subindo mais ao altar — e a diversidade dos noivos também está aparecendo. No ano passado, foram registrados 1.137.321 casamentos civis no país, segundo o estudo “Registro Civil 2015”, divulgado esta quinta-feira pelo IBGE. Trata-se de um aumento de 2,8% em relação a 2014. Entre as uniões legais de heterossexuais, o acréscimo foi de 2,7%. Entre cônjuges de mesmo sexo, 15,7%.

De acordo com o IBGE, o elevado percentual da união de pessoas do mesmo sexo deve-se, em parte, a uma resolução aprovada em 2013 pelo Conselho Nacional de Justiça, determinando que todos os cartórios de títulos e documentos devem celebrar o casamento civil ou converter a união estável de homossexuais em matrimônio.

Em 20 estados houve aumento dos registros civis de casamentos entre 2014 e 2015. Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul tiveram crescimento acima de 10%, e o Acre, de 40%. Os estados da Paraíba e Sergipe apresentaram as maiores reduções, de 7,7% e 6,3% respectivamente.

Divórcios caem
Com relação aos divórcios, em 2015, houve queda no registro de divórcios concedidos em primeira instância ou por escrituras extrajudiciais, passando de 341.181, em 2014, para 329.025 divórcios. O homem tem em média 43 anos enquanto a mulher tem 40 anos quando se divorcia no Brasil.

Guarda compartilhada aumenta
Já a guarda compartilhada cresceu de 7,5%, em 2014, para 12,9% em 2015. Esse tipo de guarda somente passou a ser a regra em 2014, com a Lei 13.058.

Mães mais tarde
Ainda segundo o estudo, as mulheres estão sendo mães mais tarde. Em 2005, quase um terço (30,9%) dos nascimentos eram de mães de 20 a 24 anos. Em 2015, esse percentual foi para 25,14%. No mesmo período, houve aumento da participação dos nascimentos de mães com 30 e 34 anos (20,3%) e 35 a 39 anos (10,5%), em 2015.

http://oglobo.globo.com/