x
Publicado 04/01/2017 12:15:40

Após incêndio, Chimarron reabre no antigo endereço neste dia 5

Depois de ter sido destruída por incêndio, churrascaria retorna ao antigo endereço

Principal churrascaria de Friburgo e ponto de referência gastronômica em Mury, a Churrascaria Chimarron anuncia que reabrirá suas portas nesta quinta-feira, dia 5. Mas atenção: no antigo endereço, próximo ao Garlipp. O anúncio foi divulgado na página da empresa no Facebook.

O novo prédio da churrascaria foi parcialmente destruído por um grande incêndio na véspera de Natal, em 24 de dezembro. O imóvel comercial às margens da RJ-116 está passando por obras. A churrascaria funcionará no antigo endereço até que a reconstrução do novo imóvel seja concluída.

COMANDANTE DO BOMBEIRO NARRA INCÊNDIO

O comandante do 6º GBM, coronel Fábio Gonçalves, encaminhou recentemente ao portal de notícias Nova Friburgo em Foco um relato sobre o incêndio que destruiu parcialmente o novo prédio da Churrascaria. Leia na íntegra:

"O incêndio iniciou provavelmente na cozinha, na parte traseira do restaurante, porém na chegada do trem de socorro possuía um segundo foco na parte do telhado do flanco direito do prédio e se alastrando rumo a parte frontal do prédio (urge salientar que a edificação não possuía Lage, e sim, um grande telhado de telhas de barro e treliças de madeira que as sustentavam).

O fogo consumia o telhado e os equipamentos da cozinha, inclusive uma grande rede de tubos metálicos, já na parte das mesas o fogo consumia e provocava rapidamente pela estrutura de madeira do telhado. As estruturas suspensas, tantos telhas/caibros de madeira/tubos de exaustão, começaram a ceder e cair.

Nesse entremente, foram armadas duas linhas de combate, uma na parte traseira da cozinha, no intuito de resfriar e impedir que a combustão viesse para a parte externa onde estava uma central de GLP com 5 cilindros de P190. A outra linha estabeleceu se no flanco direito, ora jogando água na abertura que já havia se formado telhado, ora por meio de uma janela (no intuito de atingir parte interna do prédio).

Em momento algum do início do combate os BMs adentraram à estrutura visto o risco de desabamento do telhado. Foi feito o abastecimento do ABT com reserva de 20 mil litros da própria edificação em exame.

Neste entreato de forma contínua chegou a VTR AB002.
Logo conduzimos tal VTR para uma edificação adjacente ao flanco esquerdo, que possuía uma sacada com vista superior ao telhado da churrascaria, na qual estabelecemos uma terceira linha, com finalidade de maior abrangência do resfriamento.

Com esse cenário, foi possível controlar a propagação e aos poucos debelamos as grandes chamas, e assim progredimos até conseguir gerar uma maior segurança para que as linhas que estavam ao res do solo pudessem adentrar e dar início ao rescaldo.

Foram para o local também, 2 caminhões pipas da empresa Águas de Nova Friburgo e o "ABT" do Sanatório Naval que nos auxiliaram principalmente no abastecimento de nossas vtrs de combate.

Por fim a VTR apm foi trazida Para realizarmos um rescaldo aéreo das partes que os bombeiros não conseguiam acessar devido ao risco de queda do telhado. Foi usada ainda a cisterna do prédio ao lado da churrascaria e um córrego que passava ali perto para abastecimento.

Terminado o rescaldo, foi isolado o local e passado ao responsável da Defesa Civil municipal".