x
Publicado 16/01/2017 12:58:10

Anatel e ministro não se entendem sobre limite na banda larga

Presidente da Anatel afirmou que afirmações de Kassab sobre corte no acesso à internet são um equívoco. Ministro e agência parecem estar fora de sincronia

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e o ministro Gilberto Kassab (PSD) que cuida, entre outras coisas, das comunicações do país, parecem não estar em sincronia.

Em entrevista, o ministro afirmou que a banda larga ilimitada não existirá até o final de 2017. A afirmação foi feita para comentar se será permitido que operadoras de banda larga fixem uma franquia de consumo e cortem o acesso à internet assim que o usuário ultrapassar esse número.

Após grande repercussão sobre o assunto, o presidente da Anatel, Juarez Quadros, afirmou hoje (um dia após a publicação da entrevista de Kassab) que a agência reguladora não pretende reabrir o debate sobre limite na banda larga.

“Não há por parte do Ministério e também da Anatel nenhuma intenção de reabrir a questão”, afirmou categoricamente Quadros ao G1. O presidente da agência diz que Kassab caracterizou sua afirmação ao site como “equívoco”.

Na entrevista, o ministro afirmou que o governo pretende ficar ao lado dos consumidores nessa questão. Ele chega a afirmar que o consumo de dados será o “mais ilimitado possível”.

Kassab afirma que o consumidor sonha com um cenário “ilimitado ao infinito”. Por outro lado, o ministro afirma que as operadoras têm “um limite”.

http://g1.globo.com/