Língua de Shakespeare

com Sérgio Pereira

Clean or clear?

Caro leitor. Muita vez sei que você se viu diante desta encruzilhada sem que alguém lhe mostrasse qual caminho tomar; certo?Pois bem, eis o caminho."Clean" é limpar algo sujo; entenda que sujo aqui tem sempre como postulo, "DOIS" significados. O cartesiano e o figurativo.Já "clear", significa limpar com o sentido de desobstruir , tirar os empecilhos, remover obstáculos.Para melhor compreensão, eis alguns exemplos elucidativos."Clean" the table cause it's dirty"; limpe a mesa porque está suja."Clear" the table; não deixe que a mesa seja um obstáculo." He cleaned the Whitehouse"; ele limpou a Casabranca."He was cleared by the Whitehouse"; ele foi liberado pela Casabranca." You must be cleaned before entering. Você deve ser...

How are you?

Muita vez nos é perguntado aquela famosa frase - "How are you?" e vejo que os não nativos se vêem diante de um grande impasse já que não sabem responder algo que não seja - "fine, thank you". Eis então abaixo algumas alternativas para que você abandone o velho chavão. "How/What about yourself?""How are you doing?""And yourself?" or just "Yourself?""And how have you been?""How's it going with you?""How are things on your end?""How's everything with you?""Have you been doing ok?"Se gostaram,-"stay tuned".

O que ? "Ç" em inglês ?

Sim, se você não sabia, prepare-se para doravante escrever "FAÇADE"", que significa - fachada - com cedilha uma vez que a palavra deve ser pronunciada como; ( fassad ). Embora o povo americano conheça a palavra, e a pronuncie com o som de ç, por ignorância fonética, escreve-a com c sem cedilha o que torna a palavra ainda mais esdrúxula. Em breve falarei do trema que também existe e causa surpresa para muitos estudiosos da língua inglesa.See u soon.

Já está na hora de você começar a estudar inglês

Creio que já está na hora de você começar a estudar inglês, duvida? Então vejamos.Recentemente recebi um convite o qual deixou-me pasmo não fora eu um expert em inglês. Transcrevo-o na íntegra e, caso você não consiga entendê-lo, já está na hora de você começar a estudar inglês.Good luck"O senhor será keynote speaker e a escolha é em função do seu know-how sobre o modelo better-performance para CEOs. Faremos um meeting de alinhamento para que os links da performance atendam aos itens do ranking apresentado e que colocamos no site. Depois, encerramos com um brunch para reforçar network nesse kickoff. Ok, professor?

Volta ao suplício eterno para aprender a língua inglesa

Nenhum momento é mais propício do que este quando você aluno, retorna para mais uma tentativa de aprender inglês. Desista de ficar pulando de "galho em galho" e, questione o seu mestre se ele realmente entende o processo pedagógico neurolinguístico. Você deve ter claramente em mente que a língua inglesa NÃO pode ser ensinada como "primeira" língua como habitualmente estes "cursinhos" teimam em fazê-lo uma vez que a capacidade de aprendizagem do nativo da língua é totalmente diferente daquela do aprendiz de inglês como SEGUNDA língua. Portanto, caro aluno, não desperdice seu valioso tempo e dinheiro testando mais uma aventura que, como você bem sabe não vai dar em...

Você fala mais de um idioma? Está mais protegido do Alzheimer

De acordo com um novo estudo, pessoas bilíngues apresentam maior conectividade em áreas-chave do cérebro e atrasam o início da doença em até 5 anos. Proceedings of the National Academy of Sciences mostrou que pessoas que falam duas línguas apresentam melhor conectividade em áreas-chave do cérebro e retardam o início do Alzheimer significativamente. Imagens cerebrais mostraram que essas pessoas também tinham maior conectividade em áreas do cérebro associadas ao controle executivo na parte esquerda do cérebro. Essa região inclui o córtex cingulado anterior, que lida com o controle de impulsos, e o córtex pré-frontal esquerdo, que está envolvido no...

Sou o professor que gostaria de ter tido

Autonomia; sim, você é o seu melhor professor. Muitos professores costumam dizer que as aulas por si só não são suficientes para o aprendizado e que os alunos têm que "correr atrás por si mesmos", e isso de certa forma é verdade. Para aprender inglês, você tem que se responsabilizar pelo seu aprendizado e aos poucos ir desenvolvendo a sua autonomia. É necessário chegar a um ponto em que você não depende de ninguém além de você mesmo para aprender. Entretanto, desenvolver a autonomia não é fácil, principalmente no início, quando você sabe muito pouco a respeito da aprendizagem deidiomas. A boa notícia é que...

CRUSH

Caro leitor. Sei que você, ao ler este título, deve estar imaginando que diabos a palavra "crush" tem a ver com nosso propósito desta coluna. Pois bem, quando eu era mais jovem ao ouvir esta palavra nos saltava à mente aquele refrigerante que tanto marcou a geração "babyboomer" mas com o passar do tempo veio a adquirir total diferente conotação. Será? Não! Como sabemos "to crush" significa; apertar, amassar, espremer, e é exatamente esta conotação que ela manteve embora com total diferente adequação na língua corrente. O do refrigerante significava que a fruta era espremida para virar uma bebida tão saborosa, e, hoje em dia essa espremida vem do sentimento que sentimos...

Por que o burro é democrata e o elefante é republicano?

O democrata Andrew Jackson foi presidente dos Estados Unidos. Quando ele ainda estava em campanha eleitoral, era constantemente ofendido pelos seus opositores como JACKASS, que quer dizer asno, imbecil, idiota.Mas Jackson foi inteligente e reverteu o agravo a seu favor. Adotou o burro e passou a ressaltar suas qualidades: obstinação, resistência, humildade e coragem.Na próxima semana explicarei o porquê do elefante ser o símbolo republicano.

Por que a primeira pessoa do singular em inglês requer letra maiúscula?

Caro leitor, Há mais de meio século lidando diuturnamente com a língua inglesa, esta pergunta sempre me fascinou. Muita vez tentei encontrar uma resposta convincente embora jamais tenha sido convencido de tal explicação. Portanto, caro leitor, deixo aqui o desafio uma vez que já não me sobra tempo e estâmina para descobrir este verdadeiro graal. Apesar de saber que provavelmente nunca teremos a resposta real para essa pergunta não significa que devamos desistir. Contudo, o mais importante é lembrar que I, 'eu' em inglês, é grafado com letra maiúscula.

FYI

Tudo bem se você não entendeu o título desta semana; e é bem possível que também não entenderia outros com tais acrônimos. Por tal razão decidi decifrar alguns dos muitos com os quais nos deparamos diuturnamente. Ei-los:BRB  Be right back J á voltoBTW  By the way  Por falar nissoFYI For your information Para seu conhecimentoGTG  Got to go  Preciso irIDK  I don?t  know Não seiJK Just kidding/ Joking  Estou brincandoLMAO Laughing my a** off Morrendo de rirLMK Let me know  Me avise/me conteLOL  Laughing out loud      Rindo altoOMG Oh my God Ai, meu DeusNP No problem Sem problemasRU..? Are you?? Você é...? / Você está...?THX/...

Gema mole ou dura?

Sei que você deve estar se perguntando o porquê do título. Mas em inglês, este tópico é tão curioso que merece alguma reflexão.Nos referimos à gema mole como - sunny-side up, e, gema mole - sunny side-down. Não é uma maneira curiosa de nos referirmos aos ovos fritos?Pois bem, se você ainda está curioso em saber como seria "ao ponto", saiba que o adjetivo é; over-easy.Três belos exemplos clássicos de aplicação neurolinguística para a aprendizagem de uma língua estrangeira."How do you want your eggs cooked?". Esta pergunta, doravante já não criará embaraço. Don't you agree?

Está na hora de parar de falar português sorrindo e inglês chorando

Se você concorda com esta máxima comece a questionar o método do seu "cursinho". Nem mesmo os cursos acreditam no método oferecido, razão pela qual exigem que você faça aquele enorme pagamento antecipado, cientes de que você rapidamente de decepcionará. Somente um método neurolinguístico lhe proporcionará uma aprendizagem rápida e eficiente. Daí o rápido desencanto por parte dos alunos. Agora você entende o porquê da sua decepção quando após várias fracassadas tentativas, falar inglês torna-se um verdadeiro calvário. Exija do seu instrutor uma prova que ele(a) tenha sido treinado no campo da NL, e, com certeza você...

Hillary Diane Clinton

Sei que você deve estar se perguntando o porquê deste título. Mas, uma simples tentativa de tradução livre, elucidaria de pronto o motivo. Creio que dificilmente encontraríamos uma garota chamada de - Hilária Diana. Entretanto, não somente é o nome de uma das mulheres mais influentes do mundo como também uma combinação bastante frequente nos Estados Unidos. Faço uso deste tema para mostrar como certas palavras, comuns em algumas culturas quando transliteradas para outros idiomas, passam a ter conotação totalmente distinta e às vezes jocosa; haja vista o nome de duas jogadoras de futebol olímpico que em breve estarão atuando aqui no Rio de Janeiro, e que me recuso...

Sandwich; pode ser verbo?

Sim. Como dissemos em oportunidades anteriores, o pragmatismo da língua inglesa lhe permite criar palavras muito mais facilmente que a nossa língua. Esta facilidade de fato, torna a aprendizagem algo mais complexa quando o aluno não está familiarizado com princípios neurolinguísticos. Então vejamos o que significa "TO SANDWICH". Simplesmente o fato de posicionarmos algo enter dois extremos; como um carro estacionado entre dois outros. Exemplo." See that car sandwiched between yours and mine?. That's the one I meant. Agora que você melhor compreende rudimentos NLs, comece a ser mais criativo para melhor entender a língua inglesa. Lotsathnx

How many bucks?

Você já deve ter ouvido em várias oportunidades esta pergunta ao invés de "how many dollars. Certo? Pois bem, saiba que antes da existência de moeda de troca os índios americanos usavam como tal, peles de veados, já que as mesmas tinham grande utilização no cotidiano dos povos nativos. Daí para o uso do vocábulo "buck" foi só uma questão de tempo quando o dollar passou a ser utilizado como moeda corrente do povo americano. Two bucks or two dollars doesn't matter at all;it's up to you to pick.

IoT

Será que você conhece este estranho neologismo em inglês? Pois bem, com o advento e invasão da era digital, nos deparamos com novas palavras que, na maioria das vezes não conseguem ser traduzidas para a nossa língua, simplesmente pelo fato de não criarmos tecnologia. Daí a inexistência das mesmas. Este acrônimo  -IoT- significa "Internet of Things" que vem a ser a interatividade que nossos smartphones e outros nos oferecem para nos conectarmos com nossos eletrodomésticos, iluminação residencial e, qualquer outro dispositivo de forma a ser operado mais confortável e eficientemente. "Keep the ball rolling"

O porquê do RAP

Como dissera anteriormente, o povo inglês é useiro e vezeiro ao criar neologismos. Alguma vez você se questionou o porquê da palavra "rap"? Pois bem, ela é um acrônimo das palavras - rhythm and poetry - cujas iniciais vêm formar a palavra "rap". Geralmente não nos perguntamos o porquê, mas dentro da língua inglesa encontramos uma miríade de palavras derivadas de tal lógica, a qual, nos leva a crer que o pragmatismo da língua contribui para a formação constante de novos vocábulos.

"Brexit"; você conhece este anglicismo?

Sendo a língua inglesa extremamente pragmática, não podemos nos admirar da quantidade de neologismos que surgem quase que quotidianamente. A palavra "brexit" foi criada após a Inglaterra ter ensaiado sua saída do mercado comum europeu; e, como de costume, os ingleses logo criaram um neologismo para expressar este sentimento. Brexit; quer dizer ; British exit, ou em tradução livre, - saída britânica. Viram como o pragmatismo funciona na língua inglesa?

Você sabe o porquê do nome Smith?

Pois bem, assim como temos na nossa língua os Pereiras, Oliveiras , Macieiras e etc, a língua inglesa é rica em "Smiths" uma vez que esta palavra significa artesão.  Logo, se o artesão trabalhasse com ouro, seria cognominado "Goldsmith", prata "Silversmith", trancas ou chaves, "Locksmith" e assim por diante. Veja então que o ser humano sempre foi identificado, de alguma forma, pelo sua proximidade a um fato, profissão ou local entre outros. Take care.

Rally ou Rallie?

Ultimamente tenho visto tais termos com alguma frequencia, o que se faz merecedor de comentário a confusão causada por estas duas palavras. "Rally" em inglês significa - manifestar-se euforicamente - daí a sua associação com passeata, comício; já que tais têm como objetivo levantar o estado de espírito das pessoas. Já a palavra RALLIE, significa uma competição automobilística a qual nada tem a ver com a precedente. Logo, o RALLY da bolsa de valores significa que o mercado se encontra em alta, gerando uma grande euforia com consequentes ganhos de capital. E o RALLIE automobilístico visa demonstrar a rivalidade entre marcas durante uma competição.

FEWER: Será que você entende?

Como você sabe mui bem, o adjetivo "few" significa, pouco, pouca, poucos e poucas. Até aqui tudo bem. Certo? O problema surge quando o flexionamos ao adicionarmos "er", que em inglês corresponde a "mais" para os adjetivos curtos. Então, "FEWER" significa literalmente -mais pouco,a,os,as- e, consequentemente -menos- uma vez que mais pouco é menos e NÃO "mais". Eis alguns exemplos para que fique fique mais claro.  He has fewer friends than she does. "Ele tem menos amigos que ela. I read fewer books in the summer. "Leio menos livros no verão". Bem mais claro assim, não? Lotsathnx.

Leap year

Caro leitor. Basta o título para você começar a imaginar o que a palavra - leap; que quer dizer saltar, tem e ver com ano bissexto.Pois bem, vamos aos fatos. Em inglês eles entendem que um dia a mais salta entre 28 de fevereiro e 1 de março enquanto nós aqui denominamos bissexto pelo fato deste ano possuir dois seis. Vai aí mais um flagrante exemplo de neurolinguística para explicar a dicotomia de qualquer fato. Alws

How dare you ? ou How do you dare?

Caro leitor. Eis um esdrúxulo caso onde uma interrogativa de um verbo principal não se faz com o auxiliar "do". Embora o verbo "to dare" sendo um verbo que exija a partícula "do", por razões até hoje inexplicadas, ele faz-se presente com esta característica. Obra do incompreensível creio eu. Se algum dia eu tiver uma explicação plausível, prometo voltar a este assunto que tanto me surpreende. Lotsaluck !

Eureka!

Por que o verbo "parecer" em inglês se apresenta em cinco diferentes variações? Simples. Como são cinco os nossos sentidos organolépticos, em inglês temos um verbo específico para descrever cada um dos quais. A saber; "look like" , o que nos parece à visão,"taste like", o que nos parece ao paladar, "sound like" à audição, "feel like", ao tato e finalmente "smell like" ao olfato.   Eis alguns exemplos para melhor elucidar o exposto. "This music sounds more like samba than salsa." "This apple tastes like a rotten tomato". " This material feels like rubber to me". " It smells like it's been here for quite a while." " He looks like an indian after a long war". I wish you all a happy and fruitful...

Acrônimos

Eis alguns que com frequência deixam o leitor de artigos em inglês sem saber o que significam, embora sejam usados a torto e a direito. SCOTUS. Supreme court of the United States.DUI. Driving under the influence. (isto é; doidão)DOA. Dead on arrivalMIA. Missing in actionAWOL. Absent without a licenseSNAFU. Situation normal all fucked up.FYI. For your information. Tais acrônimos são consequência natural do pragmatismo da língua, logo, não se surpreenda ao encontrá-los frequentemente uma vez que os americanos são useiros e vezeiros para adotá-los.

A lógica da língua inglesa

Substantivo+less+ness Caro aluno. Parece uma fórmula? É mais ou menos isto uma vez que em inglês ao adicionarmos o sufixo "less" criamos uma nova palavra com o sentido de ausência deste substantivo, o qual sendo ainda substantivo, pode também ser considerado um novo adjetivo. Vejamos: sugarless; que não contém açucar, " a sunless day"; um dia nublado, a moneyless person; um "duro". Ao considerarmos a palavra composta de "less" como sendo um novo adjetivo, desde que seja seguido de outro sustantivo, ao adicionarmos o sufixo "ness" fazemos deste um novo substantivo. Vejamos alguns exemplos. Weight+less+ness; imponderabilidade. saltlessness; o fato de não conter sal. Redlessness; o fato de não conter...

"MEDEVAC"

Caro aluno. Se você está pensando que  este neologismo, ou acrônimo é mais um remédio, você está parcialmente correto uma vez que apesar de não ser uma droga, é uma clara demonstração de quão pragmática é a língua inglesa. Esta palavra foi criada para descrever uma operação de evacuação - não no sentido restrito - mas sim através de avião ou helicóptero adaptado para emergências médicas. Ela origina-se da junção entre, "medical" e "evacuation". Mui pragmática esta língua; não achas ?

O "ain't"

Certamente você deve ter visto esta corruptela que é tão famosa em inglês, mas, te pergunto: você sabe os vários significados que ele possui? Então vejamos. Am not, are not, is not, has not e have not. Eis aqui alguns exemplos no cotidiano da língua, uma vez que ele é considerado gramaticalmente incorreto. I ain't coming now.You ain't being fair.I ain't been here before.He ain't enjoying this class.They ain't happy after all this. Por ter tantas traduções é que o vemos tão frequentemente tanto no linguajar coloquial quanto em algumas obras literárias representando o inglês do "povão". Lotsathnx.

Pomo de discórdia entre alunos e professores da língua inglesa

Será que você algum dia se perguntou o porquê dos verbos em inglês, sejam eles regulares ou irregulares se apresentarem em 3 formas; exemplo. To see, saw , seen ? Pois bem caro aluno(a) saiba que estas três formas geram nada menos que 13 tempos verbais os quais são necessários para que qualquer pessoa possa expressar seu sentimento relativo aos tempos   verbais; a saber. Seis tempos do modo indicativo, três do subjuntivo , dois do imperativo e, finalmente os coadjuvantes gerúndio e particípio passado. Pelo fato que tanto dicionaristas quanto professores  não terem um perfeito entendimento destes três tempos básicos, isto acarreta uma miríade de problemas que se arrastam por anos...

"To be or not to be"

Creio que a menção deste verbo seja tão antiga quanto as dificuldades que este suscita para alunos de inglês. Por que?, simplesmente pelo fato que este verbo é mui idiossincrático e facilmente mal interpretado; daí o fato que muita gente jamais passa do maldito "to be". Vejamos a razão. Inicialmente ele é o único verbo que é conjugável no pretérito perfeito do indicativo - "was,were". Depois, ele varia numa miríade de traduções ao receber palavras ou preposições tornando-o um neologismo; a saber. "Be worth, born, into, up. over" e assim por diante. Então, caro aluno, peça ao seu professor uma convincente explicação do mesmo ou...

E o "chope" ? Como ele entrou na nossa língua?

E o "chope" será que é mesmo assim que ele entrou na nossa língua? Absolutamente não ! uma vez que quando a cerveja passou a ser vendida em bares no Brasil, ela era oferecida nas "beershops" já que nosso povo não conhecia este tipo de produto que veio a chamar-se então de "chope". Logo caro leitor, fica então bem claro que a palavra "chope" é uma corruptela abreviada de "beershop". Mais um fruto da falta de conhecimento por parte do nosso povo em interpretar neologismos; especialmente os anglicismos.

Bonde; será que existe?

Eis mais uma idiotice devido à falta de cultura. Quando a empresa brasileira concessionária dos transportes da cidade do Rio de Janeiro decidiu trazer da Inglaterra os "trolleys"; meio de transporte movido à energia elétrica, ela necessitou capitalizar-se através do lançamento de "bonds"; o que significa debêntures em português. Ao lançar os "bonds", creio que a população tenha entendido que traria os bondes; kkkkkkkkkkkkkkkkkk ! E assim fora introduzido no nosso vernáculo mais uma excrescência que jamais foi corrigida. E ainda há gente que tem saudade dos bondes !

To man or not to man

O verbo "homem"?; To man?, será que existe? Pois é; acredite ou não ele existe. Mas qual é a lógica por trás desta língua tão pragmática? É simples. Como anteriormente dito a língua inglesa priva pela sua criatividade e caso você queira criar um novo verbo, pense na seguinte lógica; "prover deste substantivo". Assim, o verbo "to man" significa - prover de homem, aprovisionar de homem, suprir de homem. Deu para entender ? Não?; então eis alguns exemplos. "A manned plane", quer dizer uma aeronave que é suprida de homem,tripulada de homem. "We have to man this machine"; precisamos colocar um homem nesta máquina. "Manning list"; lista do pessoal de uma empresa. Veja...

Como a mortadela virou "papo-furado" em inglês

Sei que você deve estar se perguntando qual seria a relação entre mortadela e "papo-furado". Mas na língua inglesa isto tem tudo a ver. Primeiro graças ao pragmatismo da língua e depois graças a capacidade do povo em deturpar qualquer estrangeirismo. A palavra mortadela deriva de Bologna; famosa cidade tanto historicamente quanto pela sua famosamente mundial "bologna" que também significa mortadela em italiano. Mas daí achincalharmos tão nobre produto, somente os americanos seriam capazes de tal façanha. Inclusive, além se significar mortadela em inglês, tornou-se "baloney" que posteriormente veio a significar; pasmem: "papo-furado". "Keep your chin up"

Take a rain check ou " procrastinar" ?

É, ambas parecem exdrúxulas mas significam exatamente a mesma coisa. E eis o porquê; tanto em português quanto em inglês. No passado quando espetáculos ao ar livre eram postergados em função da chuva, o pagante retornava à bilheteria para obter o seu "raincheck" ou ingresso em função da chuva. Tão enraizada esta palavra ficou na língua inglesa que atualmente ouvimos com frequencia "let's take a rain check on this" ao invés de "let's put this off". Você aluno, tão acostumado ao verbo procrastinar, poderá doravante utilizar "to take a rain check" quando estiver falando a língua de Shakespeare; não é um charme?

"How many years do you have?"

Caro aluno/leitor. Eis um típico exemplo de erro praticado por um iniciante aluno em cursos de inglês. Se tu disseres isto a um nativo da língua inglesa, tens noção da resposta que receberás? "Two, I have two ears". Por que "two ears"? Porque o som de "years", anos e "ears" orelhas, têm o mesmíssimo som, logo o nativo não entenderá que tu estás a lhe perguntar algo totalmente diferente. Certo? Então, eis a necessidade de tu seres orientado por um professor que tenha formação em NL senão meu caro, tu estarás pulando de galho em galho sem jamais entenderes como a língua inglesa é materializada. Pergunte-se quanto ao teu avanço na língua inglesa e,...

"Entrei pelo cano" ou I've been had?

É isso mesmo caro leitor. O som é totalmente diferente mas o sentido é o mesmo. Como eu sempre digo, a diferença entre línguas, está no som produzido e não o sentimento de expressão; daí termos os mesmos sentimentos que são universais. Uma vez entendido os princípios neurolinguísticos, a aprendizagem de qualquer língua torna-se bem mais prazerosa e gratificante uma vez que você verá o mundo sob uma outra ótica totalmenet diferente daquela predominante nestes cursinhos de inglês onde o professor brinca de ensinar e o aluno -coitado ! - finge que aprende. Down with these lousy and obsolete teaching methodologies.

Projeto Breakthrough (‘Escuta Reveladora’, em português)

Eis o título, em inglês, do projeto lançado por Stephen Hawkins, visando buscar vida extraterrena. Mas o que me chamou à atenção foi o título traduzido que embora cause espanto ao leitor, não seria fonte de dúvidas para nossos leitores uma vez que a preposição "through" em inglês é facilmente explicada neurolinguísticamente. Então, vejam como se faz imperioso o conhecimento desta pedagogia, uma vez que ele poupará o leitor/aluno de grandes dúvidas na língua de Shakespeare. Keep the ball rolling. 

It was a steal !

Qualquer iniciado na língua inglesa diria que isto quer dizer; foi um roubo. Certo? Não. Errado, porque o "foi um roubo" em português refere-se ao comprador, mas em inglês o comprador é que foi beneficiado, logo, para este foi um grande negócio, daí a tradução; foi baratíssimo , uma vez que o comprador é que roubou do vendedor. Interessante, não? Pois é, veja como tudo neste mundo tudo é uma grande dicotomia, dependendo do lado do qual tomamos partido. P S"Adventures are to the adventurous."

"To go or not to go"

Parece plágio ? Mas não é uma vez que este verbo apesar de parecer corriqueiro, tem acepções peculiares dignas de serem analisadas. Vejamos então. "To go" pode significar - para viagem - como em; "food to go". Pode também significar ;faltando; como por exemplo "ten laps to go"; o que quer dizer, faltando dez voltas. Isto sem falar dos incontáveis "phrasal verbs" que podem ser criados a partir do uso neurolinguístico das preposições. Mas por hoje é só. Entretanto, deixo aqui algumas "PV" às quais você pode aplicar, sem dificuldade, seus conhecimentos aprendidos em artigos anteriores. To go about, into, nuts, around the bush, crazy e muitas outras. Try not to drop the ball.

Traduttori traditori ("translators traitors") ;tradutores traidores

Eis um dos maiores desafios ao traduzirmos ou vertermos palavras de um para outro idioma. Começo com o título desta coluna uma vez que destarte seria muito engraçado se tivéssemos traduzido o nome William Shakespeare; o qual literalmente significa, "Guilherme sacode a lança" Engraçado sim ? Mas,verdade. "Popeye", o famoso marinheiro significa "olho estufado"; já sua companheira - Olívia Palito" se tivéssemos nos atido ao original, seria chamada de "azeite de oliva"; uma vez que seu nome em inglês é "olive oil". Viram como a tradução às vezes é um caminho espinhoso? Na próxima semana trarei mais algumas pérolas que nem sempre foram bem sucedidas. Keep the ball rolling.

Look up

Caro aluno(a). Será que é o que parece? Bem, sim e não. Você entendeu a pergunta ? Claro que sim uma vez que você já domina perfeitamente as duas interpretações de qualquer "phrasal verb" sem ter que decorá-los como faziam nossos mestres que não possuíam formação neurolinguística. Vamos lá; "look up" pode sim ser olhar para cima uma vez que a preposição "up" empresta ao verbo o significdo de ascendência mas, em contrapartida, como você bem lembra, "up" também significa "totalidade", o que cede ao verbo "look up" o significado de - olhar completemente. Viu como é facil entender "phrasals"? Keep you chin up !

"DOWN WITH PHRASAL VERBS"

Creio que isto seja o sonho de qualquer estudante da língua inglesa. Você já imaginou tirar este pesadelo das suas noite indormidas tentando decorar sem jamais entender a lógica das expressões idiomáticas ? Pois bem, isto é perfeitamente possível se teu professor tivesse uma pedagogia neurolinguística que, como num passe de mágica faria você compreendê-las sem qualquer esforço. Caso você duvide, visite minha página no youtube e jamais terás esta pedra no teu sapato. Abaixo com as expressões idióticas; ooops, idiomáticas. See ya !

"MAYDAY"

Se você acredita que "mayday' significa dia de maio, está mui enganado uma vez que esta palavra é o que chamamos de galicismo que encontrou seu nicho na língua de Shakespeare. Como ? Muito simples. Durante a segunda guerra mundial, os franceses aos serem abatidos pela força aérea alemã usavam as palavras "me aide", o que significa - me ajude. Como os americanos são notoriamente "useiros e vezeiros" em desvirtuar línguas estrangeiras, rapidamente adaptaram o termo para "mayday"; o que nada tem a ver com o significado original. Vejam como o poder dominador de certos povos pode facilmente descaracterizar culturas menos influentes. Logicamente isto também ocorre em nossa língua; o que será assunto em pauta...

HANDICAP

Este é um daqueles terríveis uma vez que deixa muita gente confusa. Mas, vamos lá; "handicap" como verbo significa "aleijar, deformar, estropiar, danar, amputar,contristar e etc... Então, você pode consequentemente deduzir que se o fulano tem "handicap" ele está em desvantagem, certo? Logo, "handicapped" é o sujeito ou coisa que está em desvantagem e jamais em vantagem como muitos incautos interpretam. Doravante, caro leitor, passemos a usar este anglicismo na sua forma apropriada para que não deixemos dúvidas quanto aos nossos ouvintes. Lotsathnx !

"OUTDOOR"

Caro aluno(a) São tantos os erros de tradução da língua inglesa que decidi dedicar alguns artigos a tais excrescências. Começo hoje com a palavra em epígrafe. Quando tal palavra entrou em nosso cotidiano; especialmente o da linguagem de marketing, veio como "outdoor billboard", o que significa placa de anúncio externa. Até aí tudo bem uma vez que não tínhamos este neologismo na nossa língua. Mas, se tivéssemos que adotar tal anglicismo, que acolhêssemos a palavra "billboard" e não "outdoor" que é um adjetivo. Que triste, que conseguiram criar, em função do "outdoor", "busdoor", "cardoor" e outras agressões linguísticas que são...

To get o "santo graal"

Caros alunos de inglês, não é bem assim como se diz por aí. Não sabe o verbo adequado ? use o verbo "to get" uma vez que ele significa qualquer verbo. Bem, não é bem assim. Saiba que o verbo " to get" existe para transformar adjetivos ou preposições em verbo. Vejamos: To get fat; engordar, get sick; adoecer, get blue; azular, get hot; esquentar, e assim por diante. Já no caso das preposições basta você aplicar os ensinamentos neurolinguítiscos previamente descritos aqui nesta coluna , e você estará criando os "malditos" "phrasal verbs" que tanto aterrorizam os alunos da língua inglesa. Sintam-se à vontade par me trazer quaisquer dúvidas que serão...

ARE YOU INTO IT ?

Caro entusiasta da língua inglesa; você já deve estar imaginando que agora é a vez do "into",certo ? Exatamente. Seguindo a mesma linha de raciocínio nerolinguístico, o "into", também somente acusa duas traduções; penetração tridimensional ou conversão/tranformação. Não está claro que se um corpo penetra dentro de outro eles tendem a se fundirem/transformarem? Pois bem, é exatamente esta lógica que faz com que a preposição "into" empreste ao verbo a ideia de fusão/transformação. Vamos aos exemplos? "Break into many pieces"; após a quebra o objeto se transformou em outros muitos. "Talk into"; isto é,...

"ON" e "OFF"

Caro aluno de inglês. Foram tantas consultas que recebi após a publicação do artigo "PHRASAL VERBS" que decidi manter a mesma linha de raciocínio neste artigo. Vamos ao "ON" e "OFF". Você sabe exatamente porque eles existem ? Pois bem, eles têm a mesma linha de lógica que aplicamos ao "UP". A preposição "ON" é usada quando temos uma lógica bidimensional; isto é, qualquer objeto que esteja numa relação de bidimensionalidade relativa a outro, estará em "ON". Ex: Se uma mosca se encontra pousada no teto, não está ela numa relação de bidimensionalidade ? Pois bem, ela estará então;"ON THE CEILING". Entenda bem; "ON" não significa...

Entenda o porquê de você não conseguir aprender inglês

Se após todo este tempo de idas e vindas aos "cursinhos" de inglês você ainda não sabe que as "phrasal verbs" são o maior engodo que os professores inventaram para justificar o que não sabem explicar, então meu caro aluno, está na hora de abandonar o barco. Sim, eu disse abandonar o barco porque qualquer "phrasal verb" é perfeitamente explicável através da neurolinguística. Vejamos: "Shut up" NÃO significa literalmente "calar a boca", e sim, fechar totalmente, uma vez que a preposição "up" somente significa; ascensão ou totalidade. Será que você entende a relação entre estes dois significados ? Vejamos, se algo ascende continuadamente, ele tende a...

CUIDADO COM O HÍFEN

Recentemente ao corrigir uma tradução deparei-me com tal pérola: ""fish-eating man changes his mind and decides to eat man-eating fish"..." Sem se dar conta que o hífen unia duas palavras tornando-as um adjetivo, em ambas orações, o tradutor assim escreveu;" o peixe que está comendo o homem muda de ideia e decide comer o homem que está comendo peixe." Ora, caro leitor, qualquer aluno com um mínimo conhecimento da língua veria que o sentido da frase é:" o homem que tem o hábito de comer peixe, muda de ideia, e decide comer peixes que se alimentam de seres humanos".     Viram como o pragmatismo da língua inglesa pode facilmente confundir um leitor desavisado?Lotsathnx. P.S. "esta...

This damn... ing

This damn ...ing. "When I was dancing I heard someone say; "Hey, I love your dancing", and soon I realized , it was my dancing class instructor. Of course, after dancing, I went to thank him and told him I prefer dancing to anything else in this world. Caro aluno.Sei que este introito é algo diferente do que você jamais viu em meus artigos, mas ele visa esclarecer de uma vez por todas as "5", sim, eu disse cinco variações do "ing". O primeiro caso você logo identifica como um gerúndio, certo? Certo! Mas, no segundo caso o "ing" é um verbo substantivado. Sim, você pode transformar qualquer verbo em substantivo ao adicionar "ing"; interessante , não é ?Ora, se eu tenho um substantivo precedendo outro substantivo esse...

Do you live in Nova Friburgo? Are you living in Nova Friburgo?

" Do you live in Nova Friburgo ?"" Are you living in Nova Friburgo ?" Caros alunos. Aparentemente são duas frases básicas para um estudante da língua inglesa; concorda ? Pois bem, eu não. Logicamente você me perguntará o porquê. Mas veja bem. A primeira frase começa com a partícula "do" ao passo que a segunda, temos o verbo antecedendo o sujeito. E assim começa a grande dificuldade para o aluno começar a fazer perguntas. É tudo muito simples se você souber que os verbos "to be, must, should , may e can " antecipam-se ao sujeito da frase interrogativa enquanto que todos os outros verbos,por serem "principais", necessitam da partícula "do" ou "did" nas frases interrogativas. Muito simples...

98795468

Você deve estar se perguntando o por quê deste título, certo? Pois bem, o tempo que você levou para ler este número é exatamente o tempo que você precisa para aprender a ler qualquer número em inglês. Aceita o desafio ? Então "let's go" Acredito que você saiba ao menos contar de 1 até 10. Tudo bem? Então, salvo 11, 12 e 15 (eleven, twelve e fifteen) basta adicionar a palavra teen após o número de um algarismo básico; sixteen, seventeen e assim em diante. Já, para os múltiplos de dez basta adicionar a terminação "ty"; sixty, ninety salvo twenty(20) e thirty (30). Quanto aos múltiplos de 100, basta adicionar a palavra "hundred"; four hundred,...

"There is" ou "there are" ?

Eis uma questão que mui atravanca a aprendizagem da língua inglesa.   O verbo é "there be" uma vez que quando o verbo "to be" assume o sujeito "there", ele significa , haver.   Então caro aluno, seria bem mais fácil você assim entender uma vez que o "there be" passa a ter varias flexões dependendo do tempo no qual ele é aplicado.     Vejamos exemplos para melhor compreensão: There is, are; há (singular/plural).There used to be; haviaThere was/were; houve (singular/plural)Had there been; houveraThere would be ; haveriaThere will be; haverá.   Agora, basta você saber aplicar tais tempos nas formas interrogativas e negativas, e sua proficiência na língua inglesa...

Será que você sabe usar/traduzir o "It" ?

Logo na primeira aula de inglês você é apresentado a este pronome reto e ele imediatamente passa a ser um verdadeiro "calcanhar de aquiles", não é ? Sei que é um fato uma vez que eu te pergunte para que ele serve você certamente me dirá; usamos para objetos e coisas. Pois bem, saiba que ele é fundamentalmente o sujeito do verbo que não tem sujeito. Vejamos. Como você bem sabe o verbo não flexiona em todos os tempos - que são treze, e será assunto de nosso próximo artigo- exceto na terceira pessoa do singular no presente do indicativo, onde ele recebe um - s, es ou ies dependendo de sua terminação. Pois bem, já que o verbo não varia, eu te pergunto;...

Hallo, hello, hillo, hello, hullo.

Caro leitor. Somente o título já deve tê-lo deixado muito curioso. Pois bem; não só este como também outros e muitos outros o farão muito mais curioso uma vez que a língua inglesa nos reserva muitas curiosidades que nós brasileiros temos uma certa dificuldade em compreender.É esta a razão que doravante estaremos juntos semanalmente para tornar a aprendizagem desta língua muito mais prazerosa. Welcome aboard the band wagon ! Prof. Sergio Pereira